NATUREZA

Aves – As Joias da Natureza

5 de outubro de 2016

Dia da Ave – 5 de outubro

 

Nesta quarta-feira, 5 de outubro, é o DIA DA AVE. 
 
As aves são as criaturas mais puras, mais lindas e mais encantadoras de todos os campos e florestas do mundo.
 
São as verdadeiras joias da natureza.
 
A ave exerce tanto fascínio sobre as pessoas que muitas delas, na Antiguidade, eram adoradas. E, interessante, a maioria dos países também tem sua ave símbolo. 
 
O ornitólogo Johan Dalgas Frisch, autor de vários livros sobre aves, gosta de dizer que cada país tem sua ave símbolo, porque ela é o retrato vivo de sua gente e de sua cultura. A Ave Símbolo do Brasil é o Sabiá, presente na literatura, nas poesias e em centenas de músicas do cancioneiro popular.
 
No dia 03 de outubro de 2002, o Brasil ganhou sua Ave Nacional, o SABIÁ, de acordo com decreto publicado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso. O decreto presidencial, assinado conjuntamente pelos ministros (Euclides Scalco (Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da PR) Paulo Renato (Educação) e José Carlos Carvalho (Meio Ambiente) previu como como centro de interesses para as festividades do Dia da Ave (05 de outubro de cada ano), o Sabiá (Turdus rufiventris), como Ave Símbolo do Brasil.
 
CADA PAÍS TEM SUA AVE SÍMBOLO
 
Na INGLATERRA, o poeta William Shakespeare se inspirou na ave Robyn e seu canto para justificar o romance de Romeu e Julieta. Por isso o Robyn tornou-se Ave Nacional da Grã Bretanha. Assim, a ave nacional representa o espírito poético de cada povo.
 
Nos ESTADOS UNIDOS a águia de cabeça branca, representa a imagem da força e beleza da união dos diversos estados norte-americanos que tinham divisões históricas até de línguas, como a inglesa, francesa, espanhola e até russa, no caso do Alaska.
 
Na ALEMANHA, a cegonha que se aninha nas chaminés das casas das fazendas, representa a antiga lenda que ela trazia as crianças ao mundo. Os poetas alemães escreveram inúmeras poesias e músicas inspirados nas cegonhas.
 
Na ÍNDIA, o pavão representa a beleza e pujança de uma Índia misteriosa, rica com um povo pacífico e religioso.
 
Na ISLÂNDIA, o Gyr Falcão, falcão tão procurado por reis para a falcoaria em regiões árticas, representa a força e o esplendor das terras gélidas e brancas da Islândia.
 
Na DINAMARCA, a cotovia sempre foi adorada por poetas. A cotovia canta em pleno mergulho de vôo sobre as planícies da Jutlândia, um canto lindo e singelo.
 
Na NOVA ZELÂNDIA, o Kiwi – uma ave misteriosa de hábitos noturnos e sem asas, simboliza a magia dos povos nativos, pois o seu ovo é quase do tamanho de uma ave jovem! Representa a sorte, o amor e a felicidade dos povos nativos da ilha. E esta crença foi incorporada aos novos habitantes de descendência britânica com grande alegria.
 
A ÁUSTRIA adotou a andorinha, como a expressão de liberdade pelos seus poetas e músicos, lembrando que a sua presença indicava a primavera e verão. A andorinha é uma ave migradora da Europa para África do Sul nos meses de inverno.
 
A GUATEMALA adotou o QUETZAL como ave nacional. O quetzal é uma espécie de surucuá dos mais lindos do mundo.
 
A ARGENTINA adotou o hornero, que é o nosso João de Barro. Ele representa o gaúcho portenho que vive nos pampas e se abriga dentro de seu ninho de barro que o protege contra o gelado vento minuano.
Bem lembrou o poeta pantaneiro, Manoel de Barros:
 
Ser ferido de silêncio pelo vôo dos pássaros: eis o esplendor do silêncio (…)"
Algumas fotos de aves símbolo:
 
1) Sabiá – Brasil.
2) Robyn – Inglaterra
3) Aguia – EUA
4) Pavão – Índia
5) Quetzal – Guatemala (uma das mais lindas do mundo)
6) João de Barro (Hornero) – Argentina
 
 
 
 
 
 
 
 
Resultado de imagem para aguia americana
 
 
 
 
Resultado de imagem para pavao