Distrito Federal

Produtores rurais de Ceilândia são contemplados com maquinários

9 de maio de 2020

Cerca de 33 famílias foram beneficiadas diretamente com os equipamentos agrícolas. A medida irá ajudar no aumento da produção e na geração de renda para a região

 

 

Produtores rurais de Ceilândia são contemplados com maquinários ...

 

A Secretaria de Agricultura do Distrito Federal (Seagri-DF), em parceria com a Administração Regional de Ceilândia, realizou a entrega de uma patrulha agrícola para a Associação dos Produtores Rurais da Cerâmica de Santa Maria (Aprosanta), nesta quinta-feira (7).  A iniciativa irá beneficiar cerca de 33 famílias rurais que fazem parte da Associação. Os equipamentos agrícolas irão ajudar no preparo da terra para o plantio, garantindo a geração de renda para os pequenos agricultores da região.
 
A cooperativa recebeu uma patrulha, composta por um trator agrícola, uma grade aradora, um arado reversível, um rotoencanteirador, um distribuidor de calcário e adubo orgânico e uma carreta agrícola.
 
Segundo o secretário de Agricultura, Luciano Mendes, essa é mais uma estratégia que o Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Agricultura (Seagri), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Centrais de Abastecimento (Ceasa), têm para o fomento das atividades no espaço rural. “Temos aqui a oportunidade de entregar um conjunto de equipamentos, trator e implementos, que vão ajudar diretamente os produtores, principalmente, no preparo do solo”, destacou.
 
O administrador de Ceilândia que esteve presente na entrega do maquinário, Marcelo Piauí, explica que a região rural da maior cidade do Distrito Federal tem recebido uma atenção especial. “Desde que assumi a gestão da cidade uma das minhas prioridades e contribuir é desenvolver a área rural de Ceilândia. Temos uma equipe da Administração que atua na manutenção das estradas, o que garante e facilita o escoamento da produção de pequenos agricultores, a circulação dos veículos, ambulância, viatura e o transporte escolar, além do deslocamento dos moradores”, afirma Marcelo Piauí.
 
Marcelo Piauí também ressalta que constantemente tem procurado atender as demandas da comunidade rural nas áreas de educação, segurança e infraestrutura. “Diariamente tenho feito reuniões com o Batalhão da PM responsável pela segurança da região, além de viabilizar junto a Superintendência em Saúde Oeste, a vinda de mais médicos para a zona rural”, esclarece.·.
 
Para o presidente da Aprosanta, Antônio Alves de Souza, que possui uma chácara de pouco mais de três hectares, onde planta milho, a patrulha rural será muito importante para os associados que, sem essa ajuda, muitos não tem como produzir. “Aqui nós temos famílias carentes e como essas máquinas vão ficar cinco anos com a gente, isso vai ajudar muito. Sem essa ajuda, algumas famílias não tem como produzir. Agora elas vão ter os recursos para plantar”, ressaltou.
 
 A produtora rural, Eloisa Oliveira, disse que, para produzir estava dependendo dessa patrulha e que agora será possível voltar a trabalhar na terra. “Sem esse trator e os implementos, seria muito difícil para todos nós agricultores. Sem isso fica inviável”, explicou.
 
 As associações e cooperativas, para receber as patrulhas rurais, precisam participar de um chamamento público e as contempladas podem ficar com as máquinas por até cinco anos e são responsáveis pela manutenção, abastecimento e seguro das máquinas e implementos. A cerimônia de entrega foi rápida e com poucas pessoas para evitar aglomerações.
 
Participaram, além de alguns produtores rurais da região, o secretário executivo de Agricultura, Vilmar Angelo, o diretor executivo da Emater, Antônio Dantas, o presidente da Ceasa, Onélio Teles, a administradora do Gama, Joseane Feitosa, o presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento Rural Sustentável do Gama, Recanto das Emas e Santa Maria, Jacinto Lima, além do subsecretário de Desenvolvimento Rural, Odilon Vieira e do subsecretário de Políticas Sociais Rurais, Abastecimento e Comercialização, João Pires.