Corte Verde

BH realiza II Encontro Verde das Américas

10 de fevereiro de 2004

Personalidades recebem prêmio e encontro pleiteia que a implantação

Ademar Soares salientou na abertura do evento que às portas da cúpula de Johannesburgo}2002, RIO+10, na África do Sul, é inadmissível pensar de maneira vaga sobre as propostas que o mundo todo defende de forma incondicional, sem que haja políticas ambientais claras e prioritárias dos governos das américas e dos outros continentes.  

O objetivo do Encontro foi desenvolver a sensibilidade política para a solução dos diversos problemas sócio-ambientais, conciliando o progresso material e o desenvolvimento com a preservação dos recursos naturais do planeta. "Esperamos ter alcançado nossos objetivos de unir os esforços de governos e sociedade, na solução dos muitos e sérios problemas sócioambientais, na defesa do meio ambiente, dos recursos naturais e da qualidade de vida das américas e do mundo, afirmou Ademar.

O encontro reuniu nomes de destaques nacionais e internacionais, bem como especialistas das maiores universidades brasileiras, que entre palestras técnicas e não técnicas, envolveram e prenderam a atenção de uma platéia de 600 pessoas diárias, interessadas em informações e respostas para as suas dúvidas sobre gestão ambiental neste início de século. Um dos debates mais acirrados aconteceu no último dia do encontro, sobre energias renováveis alternativas e sua aplicabilidade. Envolvendo os professores, José Roberto Moreira da USP, físico pesquisador há 40 anos, o norte americano James Jacson Griffith, UFV e Expedito de Sá Parente, da Universidade Federal do Ceará, Coordenador Nacional do Projeto Biodiesel, no Brasil.

O I Encontro Verde das Américas foi realizado em Brasília, na primeira semana de junho de 2001, abordando temas ambientais de vital importância, para a tomada de consciência por um hemisfério ambientalmente equilibrado. Para o próximo ano, a Palíber  promete um brilho ainda maior na realização do III Encontro Verde das Américas que será realizado no Rio de Janeiro, na primeira semana de setembro de 2003.
Continua na página 29

Carta Verde das Américas

A Carta Verde das Américas foi um documento criado durante o II Encontro Verde das Américasl. Ao final do encontro os participantes decidiram emitir este documento, reiterando e reafirmando os princípios que nortearam este fórum. A Carta Verde será enviada às autoridades competentes, do Brasil, das américas e dos outros continentes, para ser incorporada às suas propostas para a Cúpula de Johannesburgo'2002. Esta carta é uma reivindicação em prol da implantação da Corte Verde Internacional, como um instrumento de defesa da natureza e da qualidade de vida no planeta.

Assim, a carta pleiteia que a implantação da Corte Verde seja incorporada a proposta a ser defendida pelo Brasil e demais países participantes da RIO+10, já que esta é, no entendimento de todos, a forma mais democrática, eficaz e dinâmica para que a sociedade exerça seu direito e dever, de  exigir a cessação de crimes ambientais, no nível global. Estes, quando ocorrem, mesmo que localmente,  atingem o universo como um todo e, portanto, precisam ser regulados e julgados por um tribunal de amplo espectro de ação e de maior representatividade e força política.

A Corte funcionará como um fórum permanente para auxiliar na solução dos conflitos ambientais internacionais e nos casos de desrespeito à vida, verificados em qualquer parte do mundo, levando suas deliberações aos poderes constituídos de cada nação e à imprensa internacional, solicitando providências e reconstituição do ambiente degradado. 

O objetivo da proposta da Corte Verde Internacional é que ela possa analisar, discutir e deliberar sob a forma de resoluções e moções sobre fatos e ocorrências que possam colocar em perigo o equilíbrio sócioambiental do planeta.

Ela ainda terá a função de compatibilizar o desenvolvimento sócioeconômico com a preservação da qualidade ambiental e do equilíbrio ecológico. "É dever dos governos de todos os países cobrar das empresas essa medida e é função da Corte Verde cobrar dos governos e também das empresas essa atitude, que deverá ser endossada também pelos cidadãos desses países". Outra função da Corte Verde Internacional é criar um sistema internacional de informações sobre o ambiente, que possa auxiliar na política ambiental dos países e demais órgãos governamentais e não governamentais. 

Além da implantação da Corte Verde Internacional, a Carta Verde sugere também que haja maiores investimentos em ações concretas a favor do meio ambiente e ao contrário do que se pratica hoje, quando a propaganda nem sempre reflete a realidade; o incentivo à realização de fóruns como este, em nível micro-regional, visando a mais ampla discussão dos temas de defesa ambiental e desenvolvimento sustentável.

Mais informações:
www.encontroverde.cjb.net

Belo Horizonte carries through II Green Meeting of Americas
Prizes are awarded and Meeting pleads for the implantation of the Green Court to be defended in RIO+10

From the 20th to the 23rd of last May, Belo Horizonte was the stage for one of the most important environmental events, the II Green Meeting of Americas. The Meeting congregated national and international leaderships and authorities, diplomats, politicians, students, professors, scientists and technologists from many continents. The forum debated serious ecological problems that affect the planet, suggesting solutions and forms to revert the degrading process, what humans turned the environment into and the consequence for our own species. The event was carried through by Palíber – Pacifist and Ecological Organization, under the coordination of its President Ademar Leal Soares, and had the support of the Ministry of Environment, Ibama, Belo Horizonte City Hall and Folha do Meio Ambiente, as well as Cemig, Furnas and of the Hydro-electric Power Plant of Coruripe.
Ademar Soares pointed out in the opening of the event that so close to the Johannesburg }2002 World Summit, RIO+10, in South Africa, it is inadmissible to think vaguely about the proposals that the whole world defends unconditionally, without having clear and prioritary environmental politics from the governments of the Americas and from the other continents.

The objective of the Meeting was to develop political sensitivity for the solution of the diverse social and environmental problems, linking material progress and development to the preservation of natural resources in our planet. "We expect to have reached our objectives to join the efforts of governments and society, in the solution of many and serious social and environmental issues, defending the Environment, natural resources and the quality of life of the Americas and the world" , stated Ademar.

Green Letter from the Americas
The Green Letter of the Americas was a document created during the II Green Meeting of the Americas. At the end of the Meeting the participants had decided to emit this document, reassuring and reaffirming the principles that had guided the forum. The Green Letter will be sent to the competent authorities, of Brazil, the Americas and the other continents, to have its proposals incorporated in the Johannesburgo'2002 World Summit. This letter is a claim in favor of the implantation of the International Green Court, as an instrument of defense of nature and the quality of life in the planet.

Thus, the Letter pleads for the establishment of the Green Court to be incorporated in the proposal which will be defended by Brazil and other participant countries at RIO+10, since this is, to everyone's understanding, the most democratic, efficient and dynamic way for society to practice its right and duty, to demand the end of environmental crimes, at a global level. These, when should they occur, even locally, will reach the universe as a whole and, therefore, need to be regulated and judged by a Court of wider action parameters, and stonger representation and political force.

Green Prize of Americas
The Green Prize of Americas, offered in the opening solemnity of the II Green Meeting of Americas, had the intention to honor and at the same time to stimulate people who have worked so much in favor of the Environment, whether for the improvement of life standards in the planet, or for environmental recovery. The awardees were chosen among names indicated by institutions and international individuals, analyzed by a judging comitee, who evaluated diverse factors and aspects.

Encontro Verde das Américas

Rio de Janeiro sediará III Encontro Verde das Américas

10 de fevereiro de 2004

O encontro conta com o propósito de realizar um fórum de resultados, em benefício do equilíbrio sócioambiental do hemisfério e do planeta, a coordenação geral do encontro está convidando prefeituras, universidades, empresas e organismos nacionais e internacionais, a inscreverem seus projetos, com experiências bem sucedidas, para serem apresentados no plenário do encontro. O objetivo é… Ver artigo


O encontro conta com o propósito de realizar um fórum de resultados, em benefício do equilíbrio sócioambiental do hemisfério e do planeta, a coordenação geral do encontro está convidando prefeituras, universidades, empresas e organismos nacionais e internacionais, a inscreverem seus projetos, com experiências bem sucedidas, para serem apresentados no plenário do encontro. O objetivo é que essa conferência seja um grande banco de idéias concretas e que possam melhorar a qualidade de vida de milhões de pessoas em todo mundo.


Os projetos devem ser objetivos e ter uma metodologia aplicável, quanto ao resultado que se propõem alcançar, tanto na área sócioambiental, quanto às técnicas sustentáveis de desenvolvimento. Esses projetos serão expostos na galeria de idéias do encontro e publicados sinteticamente nos anais do evento. Os projetos selecionados serão apresentados no plenário da conferência e publicados na íntegra. Devendo ser enviados em impressos para a secretaria do encontro, até 30 de junho próximo, em uma síntese detalhada, com redação em português, inglês ou espanhol, pronta para impressão em CD, disquete ou por e-mail.


Dentre as diversas autoridades convidadas, o encontro espera a presença do presidente Lula e de outras lideranças mundiais a esta conferência. Já confirmou a presença, por exemplo, o sociólogo suíço, François Hainard, Directeur de l’Institute de Sociologie Université de Neuchâtel.
Mais informações:
Tel: (61) 223.5335
Fax: (61) 323.6347
www.greenmeeting.org
coord@greenmeeting.org


voltar ao topo