Distrito Federal

Aberta licitação para tratamento de chorume

1 de julho de 2020

Modalidade é pregão do tipo menor preço. Empresa vencedora deverá tratar a produção no Aterro Sanitário de Brasília e Usina de Ceilândia

 

 

Foto: Arquivo/Agência Brasília

O chorume é o produto líquido tóxico proveniente da decomposição da matéria orgânica, somado com a infiltração da água da chuva. Foto: Arquivo/Agência Brasília
 
 
 
Foi aberta a licitação para a contratação de empresa especializada que fará o tratamento do chorume gerado no Aterro Sanitário de Brasília (ASB) e Usina de Tratamento Mecânico e Biológico de Ceilândia (UTMB-P-Sul). O valor estimado da licitação, feita na modalidade pregão, tipo menor preço, é de R$ 37 milhões para 12 meses e a previsão é de que a empresa contratada possa tratar 705 mil m³ de chorume por ano.
 
O chorume é o produto líquido tóxico proveniente da decomposição da matéria orgânica, somado com a infiltração da água da chuva. A falta de tratamento pode acarretar a contaminação do solo, rios e córregos da região.
 
O Aterro Sanitário de Brasília gera aproximadamente 1.100 m³ de chorume por dia no período de seca, e 2.210 m³ por dia no período chuvoso. Atualmente, o tratamento é realizado pela empresa Hydros Soluções Ambientais, via contrato emergencial assinado em 2019 e renovado em fevereiro deste ano.