Petróleo

Fragmentos de óleo continuam chegando às praias sergipanas, mas banho está liberado

5 de janeiro de 2020

De acordo com a Adema, as amostras de água alcançaram os requisitos exigidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

 

 

Praia no litoral sergipano — Foto: ASN/Divulgação

Praia no litoral sergipano — Foto: ASN/Divulgação
 
 
 
 
As amostras das águas das praias sergipanas coletadas pela Administração Estadual do Meio ambiente (Adema) não apresentaram a substância oleosa que começou a atingir áreas litorâneas do Brasil e todas estão próprias para banho. A informação foi dada pelo órgão nesta quinta-feira (2).
 
Apesar disso, segundo a Adema, fragmentos do óleo continuam a chegar na faixa de areia. Sem a presença da substância, as amostras alcançaram os requisitos exigidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).
 
"Pequenas manchas ainda aparecem de forma irregular em Aracaju e no litoral sul", disse o diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias. Com o monitoramento, quando óleo é detectado, a prefeitura do município é notificada para fazer a limpeza.
 
Até a última atualização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no dia 27 de dezembro, 980 locais haviam sido atingidos em todo o país.
 
Mais informações sobre a balneabilidade das praias são informadas através do site da Adema.