Distrito Federal

Obras de revitalização do Canal Santos Dumont, em Planaltina, chegam à segunda fase

7 de maio de 2020

Intervenções vão diminuir as perdas e ampliar a disponibilidade de água na região, principalmente durante a seca

 

 

 
Pensando na garantia do fornecimento de água para os principais usuários da Bacia do Ribeirão Pipiripau, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), o Comitê da Bacia Hidrográfica do Paranaíba (CBH-Paranaíba),  a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa), a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF), a Empresa de Assistência e Extensão Rural (Emater) e produtores usuários do canal iniciaram, na última segunda-feira (4), a instalação de tubos no ramal principal do Canal Santos Dumont, em Planaltina.
 
As melhorias vão permitir melhor abastecimento para usuários de Planaltina, de Sobradinho e de produtores rurais. A obra deve durar seis meses e já foram liberados R$ 3,2 milhões do saldo da Tarifa de Contingência cobrada dos usuários durante a crise hídrica. A intervenção vai diminuir o índice de perdas e ampliar a disponibilidade hídrica tanto para os agricultores quanto para os moradores da região no período de seca.
 
A Caesb prestou apoio técnico para a reestruturação do canal, prevendo a utilização de novos materiais e eliminando a ocorrência de perdas. O trabalho aproveitou a mão de obra dos agricultores, sendo as tubulações e registros fornecidos pela Companhia. A reestruturação do sistema foi feita inicialmente nos canais secundários, reformados em 2019, utilizando cerca de 7.600 metros de tubulações fornecidas pela Caesb.
 
Agora, as obras contratadas pela Agência de Bacia do Paranaíba abrangem o canal principal, onde serão colocados aproximadamente 9.900 metros de tubos com diâmetros entre 800 e 250 mm. O sistema de canais de irrigação Santos Dumont está localizado ao Norte da cidade de Planaltina e utiliza a água do Ribeirão Pipiripau. Ele atende cerca de 90 agricultores que produzem hortaliças, frutas e legumes para todo o DF. A tomada d’água desse sistema está localizada acima da captação da Caesb, utilizada para abastecimento da cidade de Planaltina. Com a tubulação do canal Santos Dumont, as perdas de água do canal, que anteriormente infiltravam no solo, agora passam a integrar o sistema de abastecimento de Planaltina e Sobradinho.
 
O projeto de revitalização do Canal Santos Dumont vem sendo desenvolvido há mais de cinco anos. Com 18 km de extensão, o canal foi construído em 1984 e começou a ser operado em 1989. Ele corre paralelo à rua principal do núcleo rural e tem oito ramais.