Desastre

Estados Unidos oferecem ajuda à Rússia para conter desastre ecológico no Ártico

8 de junho de 2020

    Vazamento de 20 mil toneladas de combustível afetou rio do Ártico russo. 'Apesar das nossas desavenças, os EUA estão prontos para ajudar a Rússia a deter esse desastre ambiental e dar nossa experiência técnica   Imagem aérea mostra o rio Ambarnaya, no Ártico russo, após local ter sido atingido por vazamento de combustível… Ver artigo

 

 

Vazamento de 20 mil toneladas de combustível afetou rio do Ártico russo. 'Apesar das nossas desavenças, os EUA estão prontos para ajudar a Rússia a deter esse desastre ambiental e dar nossa experiência técnica

 

Imagem aérea mostra o rio Ambarnaya, no Ártico russo, após local ter sido atingido por vazamento de combustível — Foto: Reuters

Imagem aérea mostra o rio Ambarnaya, no Ártico russo, após local ter sido atingido por vazamento de combustível — Foto: Reuters
 
 
 
 
Os Estados Unidos ofereceram ajuda a Moscou neste sábado (6) depois de um vazamento de 20 mil toneladas de combustível em um rio do Ártico russo.
 
"Apesar das nossas desavenças, os Estados Unidos estão prontos para ajudar a Rússia a deter esse desastre ambiental e dar nossa experiência técnica", disse o secretário de Estado, Mike Pompeo, em uma postagem em sua conta no Twitter.
 
Um tanque de diesel de uma térmica pertencente à gigante da mineração Norilsk Nickel colapsou em 29 de maio perto da cidade ártica de Norilsk, causando um vazamento de 15 mil toneladas de combustível no rio Ambarnaya e 6 mil toneladas na terra circundante.
 
O acidente é o pior desastre ecológico do tipo na região e os danos são visíveis do espaço.
 
Os socorristas russos trabalhavam arduamente para tentar limitar o dano, em um contexto complicado pelas dificuldades de acesso, a pouca profundidade do rio que impede as operações embarcadas e o terreno pantanoso que se produz na primavera.
 
Nesta sexta-feira (5), uma semana depois do dia da tragédia, as autoridades russas disseram que finalmente tinham contido a expansão do vazamento.
 
 
 
Imagem de satélite mostra o rio Ambarnaya, no Ártico russo, depois de vazamento de combustível em 29 de maio — Foto: Reuters
 
Imagem de satélite mostra o rio Ambarnaya, no Ártico russo, depois de vazamento de combustível em 29 de maio — Foto: Reuters