Petróleo

Marinha alerta para surgimento de novas manchas de óleo no litoral do Nordeste; óleo foi avistado em RN, AL, PE e BA

28 de junho de 2020

Análise confirmou que resíduo tem mesmo componente químico do material que apareceu no litoral brasileiro no segundo semestre de 2019.

 

 

Fragmentos de óleo foram encontrados em praias do Nordeste — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Fragmentos de óleo foram encontrados em praias do Nordeste — Foto: Reprodução/TV Gazeta
 
 
 
 
A Marinha do Brasil tem registrado, desde a sexta-feira passada (19), o aparecimento de novas manchas de óleo no litoral do Nordeste. O material foi encontrado em praias do Rio Grande do Norte, Alagoas, Pernambuco e Bahia.
 
De acordo com análise feita pelo Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM) com as amostras coletadas, os resíduos apresentaram perfis químicos compatíveis com o material que atingiu o litoral brasileiro no segundo semestre de 2019.
 
"Seu aparecimento decorre, possivelmente, de fatores meteorológicos, como alterações no regime de ventos e marés, que acabaram por revolver sedimentos e possibilitaram o ressurgimento desses fragmentos neste último final de semana", disse em nota a Marinha.
 
“Parte do óleo pode ter sido depositado no fundo do mar ou na praia e reaparecer meses após, em função das condições meteorológicas e oceanográficas, como direção e velocidade dos ventos e das correntes marítimas no atual período. Entretanto, somente análises laboratoriais podem confirmar a relação com o derramamento de 2019”, explicou o biólogo Flávio Lima Silva, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN).
 
O material tem sido encontrado em fragmentos menores e mais dispersos. No Rio Grande do Norte, novas manchas reapareceram na quarta-feira (24) na Praia de Tabatinga, litoral Sul do estado.
 
Em Pernambuco, as praias de Cupe e Muro Alto, no município de Ipojuca, e a praia de Tamandaré também registraram novas manchas. Todas elas também tiveram casos de manchas de óleo no segundo semestre do ano passado. Em Alagoas, o óleo foi visto nas praias de Coruripe, Ipioca, Japaratinga e Maragogi.
 
 
 
 
Novas manchas de óleo foram encontradas nas praias de Piatã e Jaguaripe, em Salvador — Foto: Juvenal Gordilho
 
Novas manchas de óleo foram encontradas nas praias de Piatã e Jaguaripe, em Salvador — Foto: Juvenal Gordilho
 
 
 
 
As praias de Piatã e Jaguaribe, em Salvador, também registraram novas manchas de óleo nesta semana. Neste mesmo dia, uma tartaruga foi achada morta na região e está sendo analisada por profissionais da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Segundo a ONG Guardiões do Litoral, pelo menos 100 quilos de óleo foram retirados das praias.
 
Questionada pelo G1 sobre o andamento das investigações em relação ao aparecimento do óleo no litoral brasileiro em 2019, a Polícia Federal disse que "não tem nada a acrescentar sobre o assunto".
 
 
Manchas de óleo atingiram litoral brasileiro em 2019
 
O Ibama afirmou que mais de 1 mil localidades foram atingidas com as manchas de óleo desde 30 de agosto do ano passado, de acordo com o balanço mais recente. O material atingiu corais, afetou a vida de animais marinhos e chegou às praias misturando-se à areia, trazendo risco à saúde de voluntários que recolhiam o material com as mãos e banhistas.
 
O desastre ambiental do segundo semestre de 2019 atingiu praias dos nove estados do Nordeste e outros dois no Sudeste (Espírito Santo e Rio de Janeiro).

 

 

Praia de Maragogi em 2019: manchas de óleo atingiram litoral brasileiro no segundo semestre — Foto: Diego Nigro/Reuters

Praia de Maragogi em 2019: manchas de óleo atingiram litoral brasileiro no segundo semestre — Foto: Diego Nigro/Reuters