Sustentabilidade

Evento lança programa em prol da sustentabilidade marinha

24 de janeiro de 2020

Programa Parceiros do Oceano Atlântico será lançado nesta quarta-feira em Natal, Rio Grande do Norte.

 

 

apa arquipelagodesaopedroesaopaulo Canindé Soares

Arquipélago de São Pedro e São Paulo é o menor e o mais isolado arquipélago tropical do planeta (Foto: Canindé Soares)
 
 
 
 
O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) promove mais uma iniciativa voltada para proteger o Arquipélago de São Pedro e São Paulo: o programa de voluntariado “Parceiros do Oceano Atlântico”. A ação, que tem como objetivo envolver e engajar mestres e pescadores da frota atuneira de Natal (RN) na implementação de boas práticas de pesca, será lançada nesta quarta-feira (22), na Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN). O programa é fruto de uma parceria entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), os mestres da frota atuneira de Natal, a Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP/MAPA), o Sindicato das Indústrias de Pesca do Rio Grande do Norte (SINDUPESCA-RN) e o Centro Tamar.
 
O Arquipélago de São Pedro e São Paulo é o menor e o mais isolado arquipélago tropical do planeta. Está localizado entre os hemisférios norte e sul e entre os continentes americano e africano, possui uma área de grande importância no ciclo de vida e ciclo migratório de várias espécies de peixes, aves, mamíferos e quelônios, atuando como área de repouso, alimentação e reprodução para várias delas. Essa é também uma região importante para a pesca de atuns, e esse é o principal uso extrativo na Área de Proteção Ambiental (APA) de São Pedro e São Paulo, pertencentes ao estado de Pernambuco.
 
A atividade é praticada ao longo de todo o ano por uma frota de aproximadamente 30 embarcações industriais sediadas em Natal. Além de ser uma das frotas mais legalizadas do país, ela é também reconhecida por suas boas práticas de pesca. Nesse sentido, o programa Parceiros do Oceano Atlântico surge como forma de apoiar, qualificar e expandir essas ações, tornando a gestão ambiental dessas unidades de conservação cada vez mais eficaz.
 
Por incentivar as boas práticas de pesca, a ação não poderia deixar de incluir um programa de monitoramento e de pesquisa aplicada à pesca de atuns, desenvolvido e implementado pelos próprios pescadores, qualificando também a gestão de uma atividade econômica de importância nacional e internacional. Com isso, é esperado que com o programa Parceiros do Oceano Atlântico e suas parcerias, o ICMBio apoie e oportunize o desenvolvimento de uma cultura de pertencimento do ICMBio São Pedro e São Paulo, pelo setor pesqueiro. Outra expectativa é que a iniciativa possa ser um exemplo para que outras frotas atuneiras adotem práticas semelhantes.
 
Serviço:
 
Lançamento do Programa Parceiros do Oceano Atlântico
 
Local: Auditório da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte – FIERN (Av. Sen. Salgado Filho, 2860 – Lagoa Nova, Natal – RN)
 
Dia: 22/01/2020, às 16h.