Dia da Terra

Natureza não vai perdoar danos provocados por humanos, diz papa Francisco

24 de abril de 2020

“Se deterioramos a Terra, a resposta será muito feia”, disse o papa Francisco no 50º Dia da Terra

 

 

Papa Francisco no Vaticano

Dia da Terra: papa Francisco elogiou o movimento ambientalista nesta quarta (22) (Vatican Media/Reuters)
 
 
 
 
O Papa Francisco fez um apelo passional nesta quarta-feira pela proteção do meio ambiente no 50º aniversário do primeiro Dia da Terra, dizendo que a pandemia do novo coronavírus havia mostrado que alguns desafios tinham que ser enfrentados com uma resposta global.
 
Francisco elogiou o movimento ambientalista, afirmando que era necessário que os jovens “saíssem às ruas para nos ensinar o que é óbvio, ou seja, que não haverá futuro para nós se destruirmos o meio ambiente que nos sustenta”.
 
Retomando um provérbio espanhol em que Deus sempre perdoa, o homem às vezes perdoa, mas a natureza nunca o faz, Francisco disse: “Se deterioramos a Terra, a resposta será muito feia”.
 
O Dia da Terra deste ano provocou pedidos de muitos, incluindo do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, para que os governos busquem “recuperação verde” em resposta ao coronavírus.