MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Acordo de Paris sobre mudanças climáticas entrará em vigor em 30 dias

5 de outubro de 2016

Acordo foi ratificado por 72 países. Anúncio foi divulgado por órgão da ONU.

 

Da France Presse

 

Da esquerda para a direita: Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, Segolene Royal, ministra de Desenvolvimento Sutentável e Energia a França, Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, e Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu, após rati (Foto: Frederick Florin/AFP)

Da esquerda para a direita: Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, Segolene Royal, ministra de Desenvolvimento Sustentável e Energia a França, Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, e Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu, após a UE ratificar na terça-feira o acordo (Foto: Frederick Florin/AFP)

 

 

O acordo sobre a mudança climática destinado a reduzir as emissões de gases de efeito estufa foi ratificado por 72 países e entrará em vigor em um prazo de 30 dias, anunciou a ONU nesta quarta-feira (5).
 
"Em 5 de outubro de 2016, o limite para a entrada em vigor do Acordo de Paris foi alcançado", anunciou em seu site a Convenção Marco da ONU sobre Mudança Climática (CMNUCC).
 
Na terça-feira (4), o Parlamento Europeu havia aprovado a ratificação do Acordo de Paris contra as mudanças climáticas, o que abriu caminho para a entrada em vigor do primeiro pacto mundial contra o aquecimento global.
 
 
Acordo de Paris
 
No dia 12 de dezembro do ano passado, 195 países e a UE se comprometeram na conferência do clima de Paris (COP21) a deter o aumento da temperatura do planeta "muito abaixo dos 2ºC" e a ajudar economicamente os países mais vulneráveis ao aquecimento global.
 
Para a entrada em vigor do acordo, que substituirá a partir de 2020 o atual Protocolo de Kyoto, 55 países que representem 55% das emissões de gases de efeito estufa (GEI) precisavam ratificá-lo.
 
Os 55% foram superados após a UE ratificar o acordo. "A Europa mostra na terça que é capaz de grandes coisas quando sabe conjugar suas energias e suas forças", disse o presidente do executivo europeu, Jean-Claude Juncker.
 
 
 
Mudança climática pode causar mais inundações na Europa (Foto: Armin Weigel/DPA/AFP)
 
Mudança climática pode causar mais inundações na Europa (Foto: Armin Weigel/DPA/AFP)