Red Bull Bragantino: quando muito dinheiro, não traz resultados

21 de setembro de 2020

    A temporada de 2019 foi de muito entusiasmo e excelência por parte do time Bragantino. Com uma folga considerável para o segundo classificado, o time conquistou a Série B, prometendo um forte investimento para a sua entrada no Brasileirão Série A, pois dinheiro não iria faltar ao time brasileiro.     Graças ao… Ver artigo

 

 

A temporada de 2019 foi de muito entusiasmo e excelência por parte do time Bragantino. Com uma folga considerável para o segundo classificado, o time conquistou a Série B, prometendo um forte investimento para a sua entrada no Brasileirão Série A, pois dinheiro não iria faltar ao time brasileiro.

 

 

Graças ao forte investimento do patrocinador principal, a conhecida empresa Red Bull, muitas dezenas de milhões de reais foram destinadas ao melhoramento do elenco do Bragantino para essa temporada 2020. Na verdade, o investimento foi tão forte que Bragantino, apesar de estar em sua primeira temporada no Brasileirão Série A, foi comparado ao dinheiro investido dos grandes times brasileiros, como o Palmeiras, Santos e Flamengo. 

Mas qual foi o resultado desse forte investimento e expectativa do Bragantino na Série A, quando as casas de apostas – como o Esporte Bet Brasil informa -, até colocavam o time como estando entre os 10 times favoritos à conquista da Série A? Ora, nesses 10 jogos iniciais, o time do Bragantino tem somente 7 pontos, sendo a lanterna vermelha do Brasileirão e correndo o risco de descer logo no primeiro ano à Série B.
 
 
Time do Bragantino prometia ser o “dark horse” do Brasileirão
 
Em uma altura em que, principalmente nos últimos anos, cerca de metade dos times do Brasileirão Série A estão sentindo graves problemas financeiros, se previa que um time, vindo da Série B, cheio de saúde financeira pudesse fazer “verdadeiros estragos” aos times que estavam passando por dificuldades a todos os níveis. 
 
Foi precisamente isso que aconteceu nos primeiros meses de 2020, ainda na preparação para essa nova temporada. O time do Bragantino, usufruindo do forte investimento da empresa austríaca de bebidas energéticas Red Bull, começou contratando vários jogadores experientes, mas também promissores a outros times menos capacitados financeiramente da Série A. 
 
Rapidamente, pelo menos em termos teóricos, Bragantino estava reforçando e melhorando a qualidade de seu elenco, que já era forte, visto que conquistou com facilidade a Série B, em 2019. Contudo, a escolha do técnico foi tudo menos simples, visto que foram feitas muitas tentativas, mas as escolhas não estavam aceitando o projeto, como foi o caso do técnico português Carlos Carvalhal. Certamente, esses fracassos, mesmo com muito dinheiro disponível em cima da mesa, terá sido o primeiro sinal de preocupação desse time, que era considerado a zebra desse Brasileirão 2020.
 
 
Derrotas e desilusões marcam o início da caminhada do Bragantino
 
Com somente uma vitória nos primeiros dez jogos do Brasileirão, nada faria prever que o novo “time rico” do futebol brasileiro estaria passando por tantas dificuldades esportivas no principal Campeonato brasileiro. Na verdade, são os próprios jogadores que, cientes do forte investimento do time no elenco, admitem que Bragantino tem as condições e o talento para “estar mais em cima”.
 
Mas o que está falhando com o Bragantino, mesmo contra times com sérios problemas financeiros da Série A? Quer seja pela falta de preparação física de alguns jogadores ou até mesmo pela pouca experiência que outros possam ter no principal escalão do futebol brasileiro – considerado por muitos o Campeonato de futebol mais competitivo do mundo -, a verdade é que Bragantino terá que melhorar muito, caso queira “sobreviver” no Brasileirão, continuando com seu forte investimento para futuras temporadas. 
 
Estando ainda no primeiro terço do Brasileirão, não vão faltar oportunidades para os jogadores do time provarem seu valor e a razão para o Bragantino ter investido tão forte neles, nesse início de temporada. Resta agora perceber se, até ao final do mercado de transferência, o patrocinador Red Bull não sentirá novamente a necessidade de investir forte na qualidade geral do time. 
 
 
Red Bull pretende dominar os principais Campeonatos de futebol
 
Muita da elevada expectativa que os torcedores, e até os especialistas do futebol brasileiro, tinham para o time do Bragantino nessa temporada, se devia à participação ativa e ao muito dinheiro que a empresa Red Bull tem depositado nas contas de seus times. De fato, tal como acontece com o time do Leipzig (um dos mais fortes times da Alemanha e da Europa), Salzburgo (o melhor time da Áustria), também o Bragantino foi comprado para a empresa, como forma de tornar o time a maior potência do futebol brasileiro. 
 
Avaliando pelo sucesso que os times europeus do Red Bull têm tido nessas últimas temporadas, sendo que o Leipzig já chega longe na Liga dos Campeões com frequência, um sucesso semelhante era esperado no Bragantino. Porém, ou por ser cedo demais, ou por um mau planejamento, a verdade é que o projeto do Red Bull Bragantino está desiludindo todo o mundo.