Vespas

Primeiro ninho de vespas assassinas é encontrado e destruído nos EUA

26 de outubro de 2020

    Sven Spichiger, entomologista responsável pelo Departamento de Agricultura do Estado de Washington, exibe vespas gigantes asiáticas aspiradas de um ninho em uma árvore no sábado, em Blaine, Washington — Foto: AP Photo / Elaine Thompson       Equipes fortemente protegidas no estado de Washington trabalharam no sábado (24) para destruir o primeiro… Ver artigo

 

 

 Sven Spichiger, entomologista responsável pelo Departamento de Agricultura do Estado de Washington, exibe vespas gigantes asiáticas aspiradas de um ninho em uma árvore no sábado, em Blaine, Washington  — Foto: AP Photo / Elaine Thompson

Sven Spichiger, entomologista responsável pelo Departamento de Agricultura do Estado de Washington, exibe vespas gigantes asiáticas aspiradas de um ninho em uma árvore no sábado, em Blaine, Washington — Foto: AP Photo / Elaine Thompson
 
 
 
Equipes fortemente protegidas no estado de Washington trabalharam no sábado (24) para destruir o primeiro ninho das chamadas vespas assassinas descoberto nos Estados Unidos. Encontrado na cidade de Blaine, perto da fronteira canadense, o ninho tem o tamanho de uma bola de basquete e continha cerca de 100 a 200 vespas, de acordo com cientistas que anunciaram a descoberta na sexta-feira.
 
A vespa gigante asiática capturada em julho (ao centro), em comparação com outras da mesma espécie — Foto: WSDA/BBC
 
A vespa gigante asiática capturada em julho (ao centro), em comparação com outras da mesma espécie — Foto: WSDA/BBC
 
 
 
O Departamento de Agricultura do estado passou semanas procurando, prendendo e usando dispositivos de rastreamento para localizar a vespas gigantes asiáticas.
 
Os insetos foram aspirados da cavidade de uma árvore . Trajes especiais utilizados pelas equipes evitam que os ferrões de 6 milímetros das vespas machuquem os trabalhadores, que também usavam protetores faciais porque as vespas presas podem cuspir veneno doloroso em seus olhos.
 
 
Tudo que você precisa saber sobre as vespas que apareceram nos EUA
 
A árvore será cortada para extrair vespas recém-nascidas e saber se alguma rainha já deixou a colmeia, disseram os cientistas. As autoridades suspeitam que mais ninhos possam estar na área e continuarão procurando.
 
Apesar do apelido e do exagero que gerou temores em um ano já sombrio, os maiores vespas do mundo matam no máximo algumas dezenas de pessoas por ano nos países asiáticos, e especialistas dizem que provavelmente é bem menos.
 
Enquanto isso, marimbondos, vespas e abelhas normalmente encontradas nos Estados Unidos matam uma média de 62 pessoas por ano, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças.
 
A verdadeira ameaça das vespas gigantes asiáticas – que têm 5 centímetros de comprimento – são os ataques devastadores às abelhas, que já estão sob o cerco de problemas como ácaros, doenças, pesticidas e perda de alimentos.
 
O inseto invasor é normalmente encontrado na China, Japão, Tailândia, Coréia do Sul, Vietnã e outros países asiáticos. O estado de Washington e a província canadense de British Columbia são os únicos lugares onde as vespas foram encontradas no continente.
 
O Departamento de Agricultura de Washington (WSDA) tem procurado ativamente por ninhos de vespas gigantes asiáticas desde que as primeiras vespas foram capturadas no início deste ano.
 
A primeira detecção confirmada de uma vespa gigante asiática em Washington foi feita em dezembro de 2019 e a primeira vespa foi presa em julho deste ano. Vários outros foram capturados posteriormente, todos no condado de Whatcom.
 
As vespas gigantes asiáticas, uma praga invasiva não nativa dos Estados Unidos, são as maiores vespas do mundo e predadoras de abelhas melíferas e outros insetos. Um pequeno grupo de vespas gigantes asiáticas pode matar uma colmeia inteira em questão de horas.