Cartas

Com a pala­vra, o leitor

23 de abril de 2010

AnilhamentoInteressantíssima a reportagem sobre Anilhamento “Tráfico de Aves – anilhas oficiais ‘esquentam’ pássaros dos traficantes”. Gostaria de adquirir mais exemplares.Tauser Dias Dias@jvm001.centralserver.com.br Material didáticoSou professora das disciplinas de Ciências e Biologia na cidade de Baixo Guandu -ES. Temos muitos trabalhos interessantes feitos pelos alunos. Gostaria de saber o procedimento para termos os materiais publicados pela… Ver artigo


Anilhamento
Interessantíssima a reportagem sobre Anilhamento “Tráfico de Aves – anilhas oficiais ‘esquentam’ pássaros dos traficantes”. Gostaria de adquirir mais exemplares.
Tauser Dias
Dias@jvm001.centralserver.com.br


Material didático
Sou professora das disciplinas de Ciências e Biologia na cidade de Baixo Guandu -ES. Temos muitos trabalhos interessantes feitos pelos alunos. Gostaria de saber o procedimento para termos os materiais publicados pela Folha do Meio Ambiente.
Juliana Sizini 
jsizini@gmail.com
NR: Juliana, temos um conselho de redação que avalia artigos e trabalhos publicados por alunos. Selecione dois e nos mande. Máximo de 2.500 dígitos.


Direito ambiental
Sou advogado, especialista em Direito Ambiental e professor universitário, no Piauí. Também trabalho em uma Secretaria de Meio Ambiente. Atualmente, curso Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente. Gostaria de saber se há possibilidade de participação na Folha do Meio Ambiente como colaborador/correspondente. Em caso positivo, ficarei muito honrado em colaborar com uma publicação tão respeitada e séria. Visito o site de vocês regulamente e o indico para meus alunos e colegas.


Fábio Vasconcelos fabioccesarcv@yahoo.com.br


NR: Fábio, é uma alegria para a redação publicar opinião e matéria das pessoas (sobretudo leitores) envolvidas com o tema. Temos um conselho de redação que analisa estes textos e recomenda sua publicação. Aguardamos seu texto. No máximo, 3 mil dígitos.


Água e os conflitos
Li toda edição sobre o Dia Mundial da Água. Os senhores da Folha do Meio Ambiente escreveram na primeira página e na página 12, que a água “é motivo de sérios conflitos entre pessoas, empresas e nações”.  Dado meu grande interesse pela História – sobretudo os acontecimentos mundiais contemporâneos -, e como os senhores não citam exemplos, fiquei curioso em conhecer pelo menos um caso em que duas nações tenham entrado em conflito em disputa pela água. Agradeceria imensamente que os senhores me iluminassem sobre este tópico.
José Vicente Lessa –
jvlessa@gmail.com
NR: A água é um recurso natural indispensável e insubstituível. É estratégico para qualquer sociedade pobre ou rica. Os exemplos de conflitos são muitos. A frase não é nova: barra de rio, barra de terra e barra de saia são motivos para grandes conflitos. Sobre água, vamos citar alguns: a construção da barragem de Itaipu criou um sério conflito entre Brasil, Paraguai e Argentina. O conflito histórico entre a Líbia (Kadafi) e o Egito (Amuar Sadat) foi por causa do rio Nilo. A transposição do rio São Francisco criou conflitos entre a Igreja (greve de fome do bispo) e os cinco Estados por onde passa o Velho Chico. O açude Epitácio Pessoa, no semi-árido, atende diversos municípios do complexo da Borborema, gerando tensões e conflitos entre as populações urbanas que se beneficiam de suas águas e agricultores que desenvolvem produções irrigadas. Os projetos da Turquia para construção de represas no rio Eufrates levaram Síria e Turquia à beira de um conflito, em 1998. O rio Brahmaputra já causou tensão entre Índia e China e pode se tornar uma faísca para dois dos maiores exércitos do mundo.  As tensões aumentaram entre Botswana, Namíbia e Angola em torno da vasta bacia do rio Okavango. Israel, Jordânia e Palestina: 5% da população do mundo sobrevivem com 1% da sua água disponível no Oriente Médio. Israel, os territórios palestinos e a Jordânia necessitam do rio Jordão, mas Israel controla-o e corta suas fontes durante as épocas de escassez. Todos os rios de Portugal, inclusive o Tejo, nascem na Espanha. Os exemplos são muitos e vale uma reportagem especial.


Compreendendo
o Hino Nacional

Prezada Vânia, li sua carta sobre a questão do Hino Nacional, na Folha do Meio Ambiente, essa fonte cristalina de informação ambiental. Sua carta leva-me a lhe escrever informando e enviando anexo um vídeo sobre o nosso belo Hino Nacional: há nele um depoimento sobre um detalhe pouco conhecido, que é a letra da introdução musical. Creio que assim estarei colaborando com seu projeto educativo junto às escolas. Saudações,
Geraldo G Vieira  geraldogentil@hotmail.com


Material didático
Vou contar a história: faço jornalismo na Universidade Cruzeiro do Sul, estou no último ano. Meu TCC será uma revista sobre meio ambiente e meu grupo precisa ler alguns veículos sobre o tema. Só que aqui na zona leste de São Paulo é muito difícil achar algo nas bancas… Sei que a Folha do Meio Ambiente tem mais de 20 anos e foi o primeiro jornal ambiental da América Latina. Como não temos a edição impressa, como poderemos acessar o site do jornal livremente? Mesmo não sendo assinantes, vocês poderiam nos disponibilizar o conteúdo?
Renata Santos
renatinhasaopaulina@hotmail.com
RR: Renata, você sabe das dificuldades que uma publicação ambiental tem para sobreviver. Sustentabilidade é a alma de todo empreendimento. A Folha do Meio Ambiente não é filiada a nenhuma empresa, ONG ou governo. Daí que o único suporte financeiro para o jornal são os anúncios e assinaturas. Vamos atender você e seu grupo com a liberação do acesso e também vamos enviar alguns jornais impressos. A contrapartida é você fazer uma boa divulgação do jornal para que ele tenha mais anúncios e assinantes, OK?


Copa Verde
Há tempos li na casa de minha professora uma edição da Folha do Meio Ambiente super interessante que falava de como os grandes eventos esportivos do mundo podem ser sustentáveis. Depois, a professora tirou Xerox do jornal que tinha uma reportagem de como a Alemanha fez uma Copa do Mundo Verde e como o Brasil deveria tratar a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 ambientalmente corretas. Além de parabenizar o jornal por uma matéria tão didática e eficiente, queria muito poder comprar (ou ganhar) esta edição. Pretendo me candidatar para trabalhar nestes dois megaeventos e queria me dedicar mais ao tema. É de outubro de 2009. Desde já agradeço.
Tati Pereira B. Salles – Rio de Janeiro – RJ


Tráfico de aves
Sou membro de uma associação de defesa dos animais. Fiquei encantada com a reportagem que vocês fizeram sobre o Tráfico de animais, mostrando que as anilhas oficiais estão “esquentando” o comércio de traficantes. Isto é muito grave. Inconcebível. Como a sociedade brasileira pode aceitar uma denúncia desta e ficar impassível? Como o Ibama e o ICMBio não tomam (pelo menos não tomaram) nenhuma providência? Por favor, não deixem morrer o assunto.
Cybelle M. Veiga – Belo Horizonte – MG


Montagem de jornal
Sou professora e gostaria de algumas dicas como trabalhar com meus alunos na montagem de um jornalzinho que defenda o meio ambiente. O tema é muito bom para ensinar todas as matérias como português, geografia e ciências. Trabalho com alunos de 9 a 14 anos e precisaria de abordar corretamente o assunto em termos de conteúdo e atividades de mais interesse. Gostei muito do site de vocês e, se permitirem, gostaria de indicá-lo no nosso jornal.
Vânia
vaninha_07@terra.com.br