Boca no Trombone!

23 de fevereiro de 2005

Lauro de FreitasDestruição da faunaQueremos que esta mensagem chegue ao Presidente da República. Aqui em Lauro de Freitas-BA, a Conder (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia) e o governo do estado da Bahia estão destruindo a fauna, a flora e nossos recursos hídricos. Estamos aqui há mais de 25 anos. Durante todo esse… Ver artigo

Lauro de Freitas
Destruição da fauna

Queremos que esta mensagem chegue ao Presidente da República. Aqui em Lauro de Freitas-BA, a Conder (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia) e o governo do estado da Bahia estão destruindo a fauna, a flora e nossos recursos hídricos. Estamos aqui há mais de 25 anos. Durante todo esse tempo nós preservamos nossas matas. De um anos para cá, a Conder e o governo baiano só fazem destruir, para assentar 350 famílias. Vão destruir o pouco que resta de Mata Atlântica.
Lúcia – Bahia –  ldjoz@hotmail.com


Queimadas na Bahia
Não há fiscalização

Uma grande nuvem de fumaça emerge de todos os lados e direções da Ilha de Itaparica. São queimadas que destroem as vegetações nativas. Estamos estarrecidos com tantos incêndios florestais que causam degradação e acabam com as últimas manchas de Mata Atlântica. Há uma inércia dos poderes públicos, principalmente por parte do Ibama-BA. Os municípios mais atingidos pelos crimes ambientais são: Maragogipe, Nazaré, Jaguaripe e várias ilhas. Diante de tanto abuso e tanta destruição (e nenhuma fiscalização) tomamos a decisão de solicitar do Ministério Público Federal a implantação de um plano de emergência para a preservação dos recursos naturais das ilhas e do Recôncavo Baiano.
Rafael Barbosa – Coordenador Geral do Grudeam – Conselho de Ética da Apedema/BA e integrante da Rede RMA – Salvador – Bahia


Pirinópolis sem rumo
Até trilhas com mogno

Estive recentemente em Pirenópolis-GO, e fiquei chocada com o que vi: letreiros luminosos, preços exorbitantes, lixo na beira de bares, engarrafamentos e sons infernais, calçamento descaracterizado e asfalto, destruição de mata ciliar, ponte enorme de concreto no rio das Almas, igreja incendiada… e mais: trilha forrada com tábuas de mogno apreendido/doado pelo Ibama, queimada em serra/cachoeiras do Bom Sucesso, loteamentos em matas, e para arrematar, estrondos de dinamite nas pedreiras sem nenhuma medida mitigadora. Turismo insustentável é isso aí. A cidade é invadida por alienígenas e a comunidade acuada fica a assistir!.
Hellem, por email, Brasília-DF: hellemsvf@yahoo.com.br


Morte de nascente
Águas Claras-DF

No ano passado, fiz uma denúncia de aterro de tubulação de nascente próxima a Águas Claras-DF. A área foi desmatada. No local foram construídos casas e uma revenda de material de construção. Local: pista de ligação do Park Way, com o pistão sul, passando paralelo à Linha de Transmissão de Furnas. No período seco a mina também seca. Hoje a água está brotando da tubulação em frente à casa de material de construção e escoa sobre o asfalto uns 500 metros, até desaguar na tubulação de drenagem. Conto com vocês para denunciar este fato e cobrar dos responsáveis as penas previstas na Lei de Crimes Ambientais.
J. Marques – Brasília – DF  jmarques@eln.gov.br