Boca no Trombone!

12 de outubro de 2009

  CEMIG X PedralvaO Grupo Excursionista Pedra Branca, ONG criada em defesa do meio ambiente, denuncia um grave problema que a cidade de Pedralva-MG vem enfrentando com a Cemig. A empresa implanta uma linha de distribuição que passa por este município sulmineiro, trazendo grande prejuízo para a população. Preparamos um relatório onde mostramos os motivos… Ver artigo

 

CEMIG X Pedralva
O Grupo Excursionista Pedra Branca, ONG criada em defesa do meio ambiente, denuncia um grave problema que a cidade de Pedralva-MG vem enfrentando com a Cemig. A empresa implanta uma linha de distribuição que passa por este município sulmineiro, trazendo grande prejuízo para a população. Preparamos um relatório onde mostramos os motivos pelo qual o trajeto original deve ser modificado. A CEMIG está irredutível na mudança do trajeto e por isso achamos que ela deve explicações por tamanha destruição ambiental. É hora da CEMIG dar exemplo às empresas privadas e honrar o compromisso com o meio ambiente que tanto propala.
Por que uma empresa que se diz tão consciente dos problemas ambientais não opta por áreas já devastadas uma vez que nos resta tão pouco de Mata Atlântica? É nosso dever denunciar estas agressões e o não cumprimento de leis ambientais que ditam o nosso futuro.
A CEMIG, como qualquer empresa, não pode destruir a natureza sem dar explicações convincentes. Nossa última esperança é a Folha do Meio Ambiente, que tem repercussão nacional, onde sabemos vamos encontrar apoio. Veja a denúncia do jornal de Pedralva.
Maria Luiza Rosa Bustamante – (35) 36631140
Vice Presidente do Grupo Excursionista Pedra Branca – 
gepedrabranca@gmail..com  ou  serradobarreiro@yahoo.com.br


 



 


MOÇÃO DE PROTESTO DA AFAM
A Diretoria da Associação Amigos do Parque Nacional de Brasília- AFAM decidiu enviar Moção de Protesto à reunião do Conselho Consultivo do Parque, devido ao suposto envenenamento de primatas naquela Unidade de Conservação, cuja autoria assumida publicamente é do Sr. Sérgio Angeli, jornalista especializado em meio ambiente e colaborador do jornal. É de se ressaltar que o citado jornalista já se utilizou das páginas deste prestigioso periódico (Nov/2000) para denegrir a entidade, fato esse que mereceu à época a devida resposta.
Da mesma forma que a AFAM tem combatido os históricos erros de gestão praticados pelos agentes públicos, como foi o descabido corte de árvores da administração passada do Parque, também se sente no dever de protestar contra aqueles que contribuem para a degradação daquele santuário, sob os pontos de vista ecológico e educativo. Sendo a Folha do Meio Ambiente um veículo de mídia que goza de grande  prestígio, convém se precaver contra comportamentos que venham a macular a sua imagem. Oportunamente será encaminhado à Folha o documento oficial a ser apresentado na próxima semana.
Humberto Pellizzaro – Brasília-DF – ecofoto@bol.com.br



NR: Caro Humberto Pelizzaro, parabéns pelo trabalho da AFAM. Há mais de oito anos que o Sérgio Ângeli não escreve para a Folha, apesar de ter sido um eficiente colaborador. Ele é bom jornalista e uma pessoa qualificada. Vamos averiguar esse triste episódio do envenenamento de animais.