Boca no trombone!

26 de março de 2013

  "Atenção presidente Fernando Henrique: seu amigo, o poeta Thiago de Melo, está sendo ameaçado de morte. A madeireira Eco-Andira Brasil-Holanda, segundo denúncia dos caboclos, está disposta a eliminar o poeta, autor do Estatuto do Homem, porque ele está se envolvendo nas questões ambientais para defender a Amazônia. Foi ele quem denunciou o desmatamento dentro… Ver artigo

 

"Atenção presidente Fernando Henrique: seu amigo, o poeta Thiago de Melo, está sendo ameaçado de morte. A madeireira Eco-Andira Brasil-Holanda, segundo denúncia dos caboclos, está disposta a eliminar o poeta, autor do Estatuto do Homem, porque ele está se envolvendo nas questões ambientais para defender a Amazônia. Foi ele quem denunciou o desmatamento dentro da reserva indígena Sater-E-maué."
Socorro Dutra, Prefeita de Barreirinha, Amazonas
 
"Está um horror a situação das praias do Litoral Norte da Bahia. Com a abertura da Linha Verde, que liga Salvador a Sergipe pela orla, o turismo cresceu muito e as pequenas vilas de pescadores estão se transformando em pequenas cidades, totalmente sem infra-estrutura. Pior: sem conscientização ambiental, tanto dos moradores como dos visitantes. Até as fossas e os lixões são feitos sem critério e sem fiscalização. Esse triste retrato pode ser fotografado nas praias de Sabaúma, Porto de Sauípe e Massarandupió (praia naturista). Sem uma solução urgente, vai ficar tarde demais!"
Grupo Ambientalista de Entre Rios – AmeRios – Entre Rios, Bahia
 
"Quero fazer dois alertas: primeiro quanto ao fechamento de escritórios regionais do Ibama. Isto significa fechar os olhos para os graves problemas existentes em relação ao meio ambiente. Fechar os escritórios do Ibama é abrir a temporada de destruição da natureza. E, segundo, um alerta ao senador Romero Jucá (PFL-RR): Senador, reveja sua posição e impeça o desmatamento da Amazônia!"
Arlindo Lopes, Rua João José Perine, 55 –  Assis, São Paulo
 
"Considero a Folha do Meio Ambiente o mais importante jornal ambiental da América Latina. A grande maioria das outras publicações que existem por aí são para defender grupos, fazer marketing de empresas ou a imagem pessoal de governantes. Acompanho a Folha do Meio há mais de oito anos e vejo que ela é isenta e trata os temas com muita atualidade e competência. Mas faço uma ressalva: vocês precisam ser mais duros e mais críticos com as denúncias. Inclusive mostrando o "bate-cabeça" dentro do próprio Ministério do Meio Ambiente. Sarney Filho e sua equipe estão demorando muito a se entender." 
Professor Aquiles G. Sabóia de Castro Filho – Belém, Pará
 
"Conheci a Folha do Meio na Deutsche Welle. Sou brasileiro e moro há 23 anos na Alemanha. Me casei aqui e tenho três filhos. Resolvi levar minha família para conhecer o Brasil. Fugindo do inverno europeu, ficamos 40 dias percorrendo várias praias do Nordeste. Todos gostaram muito. O Brasil é fantástico e as praias, quanto mais selvagens, melhor. Minha bronca é apenas na questão do lixo. Quanta sujeira! Será que não dá para fazer um mutirão nacional para educar as pessoas? É tão fácil cada um cuidar de seu próprio lixo! Para ganhar com o turismo, pode-se ter uma casa rústica, mas precisa ser limpa, bem cuidada. Um pobre limpo é muito melhor, mil vezes mais agradável do que um rico sujo".
Alexandre B. Schwatz – Frankfurt, Alemanha
 
"Um crime o que estão fazendo com o Rio de Janeiro. E falo das autoridades e da própria população carioca. As autoridades porque não têm capacidade para resolver o terrível problema do emissário submarino, que em seis dias jogou 3 bilhões de litros de esgoto ao natural nas praias na Zona Sul; e a população porque convive com lixo nas ruas, nas praias, nos rios e nos parques. Emissário se resolve com dinheiro e decisão política, mas o lixo se resolve com atitudes simples, civilidade e educação!"
Fabiana Dias de Souza Carmo – Nova Iguaçu, Rio de Janeiro
 
"Brasília, pelo seu traçado urbanístico, é a cidade brasileira mais fácil para fazer a coleta seletiva do lixo. Mas, por enquanto, só vivemos de tímidas e isoladas experiências."
Wagner M. da Silveira Netto – (Península Norte) Brasília, DF