Boca no Trombone!

19 de abril de 2004

Às vezes, não dá para segurar. Só mesmo o desabafo para protestar e exigir respeito. Este é um espaço reservado aos leitores da Folha do Meio que, inconformados, denunciam os agressores do meio ambiente. Se você tem seu motivo, se você está atento e quer consertar o que está errado e se você quer usar… Ver artigo

Às vezes, não dá para segurar. Só mesmo o desabafo para protestar e exigir respeito. Este é um espaço reservado aos leitores da Folha do Meio que, inconformados, denunciam os agressores do meio ambiente. Se você tem seu motivo, se você está atento e quer consertar o que está errado e se você quer usar sua palavra para pedir respeito à natureza, vá em frente. O espaço é todo seu.


“Marília Marreco, uma burocrata do governo, presidenta interina do Ibama, liberou a caça esportiva (?) no Rio Grande do Sul. Isso afronta a inteligência brasileira, pois é uma prática medieval, bárbara e imoral. Tem um componente de violência muito grande, que é o matar pelo prazer de matar! O próprio governo desrespeita a Lei da Natureza e a Constituição Federal”.
Ari Quadros, Presidente da Fundação Rio Ibirapuitã (55) 422-5487 – ALEGRETE, RS


“A liberação, pelo Ibama, da caça em território gaúcho não representa apenas um brutal atentado à nossa fauna, mas uma intromissão inaceitável nos destinos do novo Rio Grande. Tamanho acinte põe em jogo o futuro ecologicamente equilibrado do nosso estado, duramente agredido ao longo do tempo”.
Bióloga Neuza Machado (55) 422-2898 – ALEGRETE, RS


“A garagem subterrânea no Campo de São Bento, em Icaraí, vai ter que ficar no papel. O Ministério Público Estadual deve garantir o cumprimento da lei municipal 884/90, que declara o Campo de São Bento como patrimônio artístico e paisagístico. Tombado por lei, o Campo de São Bento só poderá sofrer intervenções com autorização do Conselho de Proteção do Patrimônio Cultural. Estamos de olho!”
APEDEMA – Assembléia Permanente das Entidades de Defesa do Meio Ambiente do RJ – NITERÓI – fone (21) 711-4665 e 999-94853


“A Mineração Inoã, situada no km 11,5 da Rodovia Amaral Peixoto, em Niterói, continua operando por meio de liminar da Justiça, contrariando toda legislação ambiental. A não renovação da Licença de Operação por parte da Comissão Estadual de controle Ambiental, demonstra a real necessidade de cassação da Portaria de Lavra da Mineração Inoã pelo Ministério de Minas e Energia”.
Gerhard Sardo – APEDEMA-RJ – Rua Mem de Sá, 169/1104 – CEP:24220-260 – fone (21) 711-4665 / 9999-4953 – NITERÓI, RJ


“Li a nota da Folha do Meio e várias reportagens sobre o aspartame. Isso não é adoçante, é veneno mesmo. O assunto merece é uma grande reportagem de alerta. O aspartame é ácido fórmico. Muito bom para matar rato.”
Alexandre Guedes Correia Jr. – BELO HORIZONTE, MG


“A prefeitura de Cáceres faz uma devastação urbana, cortando árvores nobres (Pau Brasil e Ipês) da Praça Barão do Rio Branco. O Ibama se diz surpreso com o fato, mas diz que a área urbana é responsabilidade do prefeito. Pior é que uma secretaria criada pelo prefeito para preservar e fiscalizar as ações de depredação e abuso do Maio Ambiente (Sematur) tira o corpo fora e isenta-se de qualquer responsabilidade”.
Joana D’Arc Freitas Gonçalves – CÁCERES (A Princesinha do Rio Paraguai) MT


“Foi criado em São Roque (SP) o Primeiro Núcleo de Pesquisa em Agricultura ECOLÓGICA, órgão do IAC de Campinas, ligado à Secretaria de Agricultura de SP. Mas está difícil o reconhecimento dos trabalhos executados. Se fosse uma simples Estação Experimental convencional, teria então o reconhecimento de todos, pois aí as grandes firmas de insumos agrícola estariam interessadas. Infelizmente, algumas lideranças políticas “mais objetivas” e interesseiras já falam em fechar esse Primeiro Núcleo de Pesquisa Ecológica.”
Celso dos Santos, Técnico de Apoio à Pesquisa Científica da Estação Experimental (11) 425-2077 – SÃO ROQUE, SP


Quem quiser colocar a “Boca no Trombone!” é só escrever, mandar fax ou e-mail para a Folha do Meio Ambiente. Endereço: SRT Sul, Quadra 701, Bloco A, Sala 719 – Centro Empresarial Brasília – CEP 70340-907 – Brasília-DF Fax: (61) 321-7357 Fone: (61) 321-3765 / E-mail: folhamei@zaz.com.br