Cartas

Com a palavra, o leitor

24 de maio de 2006

Gentileza e cidadaniaGostaria de salientar dois pontos importantes na edição de abril deste jornal. Primeiro, a oportunidade do editorial “Gentileza com o cidadão”, mostrando que escrever com clareza, além de ser uma obrigação, é uma gentileza com o leitor. Em se tratando de uma apelação ou sentença judicial essa clareza ultrapassa, de fato, as raias… Ver artigo

Gentileza e cidadania
Gostaria de salientar dois pontos importantes na edição de abril deste jornal. Primeiro, a oportunidade do editorial “Gentileza com o cidadão”, mostrando que escrever com clareza, além de ser uma obrigação, é uma gentileza com o leitor. Em se tratando de uma apelação ou sentença judicial essa clareza ultrapassa, de fato, as raias da gentileza e chega ao que chamamos de cidadania. Quantos juízes proferem uma sentença e o réu nem sabe se foi condenado ou absolvido? Quantos advogados querem mostrar mais erudição do que se fazer entender pelo interessado na causa? O Procurador Antônio Fernando de Souza foi perfeito na sua denúncia aos “mensaleiros” do valerioduto.
O segundo ponto desta edição que quero destacar é a matéria sobre a primeira Pajé brasileira e o encontro de Pajés no Xingu. Mais do que a beleza do texto e do tema, essa é uma lição de saber aos brancos, ditos homens civilizados.
Kátia B. Dourado – Cuiabá – MT


Primeira Pajé
Salvas de palmas para as primeiras pajés brasileiras Raimunda e Kátia Yawanawá. Belas e competentes. Palmas para o jornal que fez a belíssima matéria com as pajés Yawanawá e ainda brindou seus leitores contando o que toda a mídia brasileira ignorou: a reunião, no Xingu, dos pajés de seis países no chamado Encontro de Saberes Indígenas. Que edição bonita! Como a leitura me trouxe energia e me encheu a alma de esperança.
Carlos W. Senna
Belo Horizonte – MG


Encontro de Pajés
É muito bom ler um trabalho como esse sobre o Encontro dos Saberes. É muito bom a gente saber que os Pajés continuam ativos e se reunindo para dar ao mundo branco um exemplo de sabedoria, de harmonia e de paz. É muito bom ter jornais, como a FMA, que trata do tema com respeito, de forma didática e mostra ao mundo os valores das culturas tradicionais. Essa leitura alegrou minha alma.
Wanda G. Luz – São Paulo – SP


Dona Canô
Parabéns à Folha do Meio por ter dado espaço ao grito de socorro de dona Canô, que há muito tempo luta para ver o rio Subaé vivo. Aos 98 anos, dona Canô faz, mais uma vez, esse alerta. É incrível como até hoje a sociedade baiana, as autoridades ambientais da Bahia e o próprio DNPM não conseguiram resolver este grave problema da contaminação ambiental que há 40 anos atinge de morte o rio Subaé. Acho que os filhos-celebridades de dona Canô – Caetano e Maria Bethânia – bem que podiam dar uma força maior nessa luta para salvar o rio Subaé. Santo Amaro da Purificação e Boquira esperam um pouco mais de atenção dos responsáveis pelo problema.
Fátima M. Lemos – Salvador – BA


APA da Serra de São José
Gostaria de perguntar se o Congresso Nacional realmente está votando algum projeto no sentido de “reduzir o tamanho da Floresta Amazônica”.  Recebi notícia semelhante no ano passado – será que  esta não é o rabo de uma situação já ultrapassada? O assunto é sério demasiado para deixar passar.
Espero que ainda este ano  teremos notícias sobre a APA da Serra São José. Tanto o prof. Célio Valle,  diretor de IEF-MG, como o Secretário José Carlos Carvalho me garantem que a APA será implantada ainda este ano. Taí uma iniciativa altamente necessária por causa  da inauguração do aeroporto de São João del Rey. Tenho muita admiração pela Folha do Meio Ambiente.
John Parsons
john@solardaponte.com.br
Tiradentes – MG


 Ecoeconomia
Quero deixar registrado meus parabéns ao jornal. Pesquisando na Web informações sobre meio ambiente, pude comprovar a competência da FMA. Fiquei muito bem impressionado com a qualidade de conteúdo. Temos idéias convergentes. Aos leitores interessados, informo que recentemente criei um blog www.ecoeconomia.globolog.com.br para debater este tema.
Cezar Chede
ctaurion@globo.com


Guiné Bissau
Amigos: aqui em Bissau, onde represento a CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, uma das iniciativas do embaixador José Aparecido de Oliveira – leio sempre a Folha do Meio Ambiente, cujo exemplar chega na Embaixada do Brasil. Parabéns por continuar na missão de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das populações.
 Carlos Moura – Bissau
carlosmoura2005@yahoo.com.br


SOS Juréia
Gostaria apenas de pedir para que  visitem www.iguape.cidadania.zip.net. Assim poderão ver as queixas e constatar como estão acabando com a Mata Atlântica na Juréia. Deixo também um link antigo para constatar o abandono da Mata Atlântica nesta área. E olha que tem uma conversa de políticos, de deputados sobre desapropriações, tudo com interesse comercial. Ninguém toma providência a favor da natureza.  www.ingong.org.br/jureia.htm. Vamos manter este santuário de pé.
Silvio Alves da Silva


Rio Araguaia
Sou bióloga e colaboradora da Ong GIBA – Grupo Intermunicipal de Proteção da Bacia do rio Araguaia. Gostaria de receber informações sobre uma monografia que foi apresentada na Universidade Estadual de Goiás, cujo tema foi “A influência da educação ambiental na área de proteção e meandros do rio Araguaia”. Esse trabalho de pesquisa recebeu nota máxima e foi apresentado em dezembro de 2005. Tenho certeza que esta monografia vai poder ajudar muitas ONGs que atuam em áreas protegidas.
Maristela Lima F. Guimarães
maristelacerrado@hotmail.com


Balsas-MA
Balsas, no sul do Maranhão, é o município que mais cresce no estado. Tem sua economia movida pelo agronegócio. Com 71.763 habitantes, têm 111 escolas, 1.034 professores e 15.914 alunos. A Secretaria de Meio Ambiente e Turismo vem desenvolvendo um trabalho de educação ambiental nas escolas. Nossa maior deficiência, além da falta de material didático, é a formação e a preparação dos professores que trabalham com o meio ambiente.
Vamos fazer um grande seminário reginal sobre educação ambiental nos dias 2, 3 e 4 junho, comemorando a semana do meio ambiente. Parabéns pelo trabalho de vocês.
Deusamar Rocha dos Santos
drsterra@yahoo.com
Balsas – MA


Ariquemes
Aproveitando a força e a competência ambiental da Folha do Meio, gostaria de dizer de nosso esforço em desenvolver também uma parceria de educação e conscientização ambiental aqui na cidade de Ariquemes-RO, com a rádio comunitária onde há quatro anos fazemos o programa Ariquemes Terra. Fizemos parcerias com as associações de agricultores e moradores, com grupos de voluntários e ONGs de Alto Paraíso, que é uma cidade vizinha, sempre buscando a boa informação para a comunidade.
Os políticos e governantes só querem aparecer e se auto-promoverem. Nossa carta tem objetivo de buscar apoio dos leitores da FMA para montagem de projetos de reciclagem de lixo e reaproveitamento de madeira em nossa região, composta de seis municípios. Estamos à disposição do jornal e das ONGs que queiram somar esforços neste sentido de resgate da cidadania e construção de uma sociedade sustentável.
José Giovanni – (69) 35352641
www.verdeamazonia.com.br
Ariquemes-RO