Cartas

Com a palavra, o leitor

22 de novembro de 2007

DepoimentoSempre que recebo o jornal, tenho um impulso de escrever para vocês. Interessante, leio a Folha do Meio Ambiente há muito tempo, desde que eu vi o jornal na Embaixada do Brasil, em Jacarta, na Indonésia. Voltei para o Brasil e fiz uma assinatura. Meu impulso de escrever tem uma justificativa simples: a seriedade e… Ver artigo

Depoimento
Sempre que recebo o jornal, tenho um impulso de escrever para vocês. Interessante, leio a Folha do Meio Ambiente há muito tempo, desde que eu vi o jornal na Embaixada do Brasil, em Jacarta, na Indonésia.
Voltei para o Brasil e fiz uma assinatura. Meu impulso de escrever tem uma justificativa simples: a seriedade e a simplicidade com que todos os jornalistas aí da redação escrevem cada reportagem, cada matéria. Digo isto porque me chama sempre a atenção a forma e a neutralidade, melhor dizendo, a isenção com que vocês escrevem. Não vejo nem tendências de um certo comprometimento político partidário e muito menos um engajamento ideológico – muito comum nas mídias alternativas.  É importante se fazer jornalismo sério numa área tão sensível ideologicamente como é a questão ambiental. Tomo como exemplo o caso dos alimentos e das plantações transgênicas. Isto é apenas um depoimento e um recado: continuem assim. Não se deixem contaminar.
Meilla M.C. Antunes – Rio de Janeiro – RJ


OAB Piauí
Como ambientalista e como cidadão brasileiro quero mandar meu apoio e cumprimentar o presidente da OAB do Piauí, Norberto Campelo, por ter saído em defesa do Parque Nacional das Nascentes.
A Folha do Meio Ambiente tem toda razão ao afirmar que a questão ambiental no Piauí virou assunto de terceira classe para o governo do estado. Segui todas as reportagens que esse jornal fez denunciando o irresponsável desmatamento da Serra Vermelha. Me admirei muito com a coragem tanto do jornal como da jornalista que assinou a reportagem.
Aqui no Piauí há uma perseguição branca contra a professora Niède Guidon e contra os jornalistas e ambientalistas que lutam contra o desmatamento tanto em Serra Vermelha como em outras áreas.
Que o advogado Norberto Campelo não esmoreça e que seus companheiros da OAB continuem a lutar por esta causa que é justa, oportuna e importantíssima para o Brasil. Parabéns a esta repórter corajosa chamada Tânia Martins.
Clay G. Silveira – Oeiras – PI


CPI das ONGs
Estou horrorizado com o que acontece no Brasil e no governo atual com esta relação pecaminosa entre ONGs e fundações, ministérios e estatais. Participo de uma ONG pequena, que vive do seu corpo de voluntariado e cujo maior objetivo é ficar longe do governo. No Brasil lava-se dinheiro com tudo: com Vans piratas, com o dízimo de templos religiosos e até com ONGs de aluguel.
Theo D. Amorim
São José dos Campos – SP


Leitura
Desejo muitíssimo ler notícias ecológicas de florestas, matas, ares, águas marinhas e doces, terras, enfim o cuidado com todas elas. Por isso, gosto de  ler esse jornal alternativo tão atuante para o que acontece de ruim como para o que acontece de bom em relação ao meio ambiente  e à vida urbana. Queria adquirir uma coleção dos dois últimos anos.
Suely A. Martini – Botânica – Campinas – SP
NR:  Ligue para nossa redação (61) 3322-3033 ou  nos mande um email: folhadomei@folhadomeio.com.br



Mão à palmatória
Escrevo pela primeira vez para vocês, apesar de há muito ter querido fazê-lo. E o motivo é simples. Quando li a matéria que vocês fizeram sobre o Al Gore, em março último, falando do Oscar que ele ganhou da Academia de Hollywood com o filme “Verdade Inconveniente”, eu pensei: o jornal vai errar, pois Al Gore nunca vai ganhar o Prêmio Nobel. Há muitos interesses em jogo. É só interesses econômicos e políticos. Dou a mão à palmatória por dois motivos: primeiro porque eu errei e vocês acertaram. Depois porque eu, de fato, estava achando que meio ambiente estava saindo do foco devido as posições radicais do governo Bush.
Cris G. Leopoldo –
Porto Alegre- RS


Incêndios florestais
Li neste jornal sobre o trabalho de Cássio Soares Martins e o Livro Vermelho das espécies em extinção. Estou liderando um grupo (ainda não uma ONG) na montagem de um projeto de combate a incêndios florestais com aeronaves de médio e grande porte. Gostaria de começar por Minas Gerais. Precisava da colaboração de vocês, me passando contatos em meio ambiente do estado: autores, ONGs etc. Principalmente como encontrar o autor citado. Se for do interesse, posso também lhe apresentar o projeto em meio eletrônico ou pessoalmente.
Alexandre Palazzo –
airpalazzo@hotmail.com


Aquecimento e as crianças
Sou acadêmica do curso de Pedagogia. Estudo na Associação Catarinense de Ensino, em Joinville-SC. Estou começando a fazer o meu TCC. Meu tema é sobre Aquecimento Global na visão das crianças.
Quero mostrar como as crianças vêem este problema. Acontece que eu não estou conseguindo referências bibliográficas para realizar minhas pesquisas teóricas!
Gostaria de saber se vocês do jornal ou se alguns leitores poderiam me fornecer algum material como referência para eu poder usar, algum testemunho, ou mesmo algum trabalho ou livro que eu pudesse ter acesso. Desde já, agradeço!
Simone de Oliveira –
simonedeoliveira18@hotmail.com – Joinville – SC
Preocupações ambientais
Tenho muitas preocupações com a questão do meio ambiente. Parece que nós, homens, somos menos racionais que os outros seres vivos. Nós depredamos e, ao contrario, os outros animais preservam seu habitat ao máximo. Mas indo direto para o assunto, seria interessante se vocês fizessem uma coluna no jornal que anunciasse notícias boas sobre o meio ambiente. Por exemplo: ”Reflorestamento na Serra do Bico do Papagaio após queimada que arrasou o local”.
Outro exemplo: ”Cidade brasileira adere a energia totalmente renovável a partir de dezembro”. Ou, ” Lei pune com multas automóveis que liberam grande quantidade de fumaça” e etc. É claro que nenhuma dessas noticias que dei é verdadeira, mas poderiam ser se os políticos parassem com esse pensamento de entrar no governo só para roubar e mandar os cidadãos ao inferno. Essa uma sugestão, que no meu ponto de vista, é muito boa, pois essa coluna irá mostrar o que a humanidade está  fazendo para reverter o aquecimento global.
O que me inspirou em fazer isso foi quando eu estava vendo o site da Folha de S. Paulo e vi uma notícia que dizia o seguinte ”China demole industria de cimento para diminuir a emissão de CO2”. E aí mostrava a foto da industria sendo demolida.
Então deixo aqui a minha opinião.
Raphael Maltezo – raphael_maltezo@hotmail.com


Futebol
O futebol no Brasil tem uma força de marketing fantástica. É um esporte popular e os atletas são verdadeiros ídolos. Minha pergunta é simples: por que não usar a força destes ídolos e do marketing esportivo para fazer a cabeça da população brasileira no que diz respeito à educação ambiental, à coleta seletiva de lixo, ao bom uso de recursos naturais, ao desmatamento e até a civilidade que cada um deve ter?
Carlão Oliveira –
Juiz de Fora-MG