Cartas

COM A PALAVRA, O LEITOR

26 de março de 2013

  Raça indígena A Folha do Meio Ambiente, em apenas uma edição, dá mais proteção aos índios, que todas as outras publicações juntas em várias datas. Talvez, a eliminação dos índios tenha sido uma visão futurística, uma certeza de que eles, como uma parte da natureza, viessem a se voltar contra os brancos, da mesma… Ver artigo

 

Raça indígena
A Folha do Meio Ambiente, em apenas uma edição, dá mais proteção aos índios, que todas as outras publicações juntas em várias datas. Talvez, a eliminação dos índios tenha sido uma visão futurística, uma certeza de que eles, como uma parte da natureza, viessem a se voltar contra os brancos, da mesma maneira que a natureza vez por outra, tenta recuperar aquilo que dela é retirado. A ganância progressista é que torna o índio desagregado.
Qual será o tempo de decomposição da raça indígena?
Jurandir Schmidt
Rua Walmor Harger, 32 89220-650 
Joinville-SC
 
Generosa Vênus
Quero felicitá-los pelo trabalho. A Folha do Meio tem sido, para mim uma fonte constante de informações. Infelizmente, a mídia em geral tem passado uma imagem irrisória e caricatural da ecologia e das pessoas envolvidas.
Espero imensamente que a Folha do Meio Ambiente continue com integridade característica, se aprofundando cada vez mais nesta batalha!
Bom, envio a vocês um informativo alternativo que acabei de produzir: Generosa Vênus, sobre Direitos dos Animais e Ecologia. Peço que divulguem meu endereço para aqueles que quiserem entrar em contato (especialmente os envolvidos com oceanografia).
Paulliny Michelly Gualberto da Silva
QI-25 Lotes 12/14 Bloco “G” Apto 240
Guará II-DF
 
 
 
MERCOSUL
Estou realizando uma pesquisa na área de "integração econômica e proteção ao consumidor no Brasil" e necessito de algumas informações. Em um dos artigos do IPEA que li há como referência bibliográfica, o artigo da Folha do Meio Ambiente: "Mercosul libera comércio de agrotóxicos", ano 7, número 66, novembro de 1996. Gostaria de saber se é possível ler esse artigo (e outros sobre o tema da Folha do Meio Ambiente) pela internet, já que estou realizando esse trabalho de investigação em Bilbão, Espanha.
Renata Alexandrina Lourenço
1fireis@rigel.deusto.es
 NR: segue por email todo material pedido.
 
Comemoração
No dia 05 de junho comemora-se o Dia Internacional do Meio Ambiente. A Escola em que trabalho, planejou comemorar o evento com grande estilo como mercê o assunto pede, promovendo uma maratona de eventos públicos constituída de jogos, gincanas, seminários, teatro ressaltando a importância da conservação e restauração da Natureza.
Tendo em vista o fato de não haver recursos destinados a eventos como este e os alunos do Centro de Ensino Médio Prof. Galeno Edgar Brandes serem de origem humilde, mas considerando o alcance formativo da juventude estudantil e principalmente a urgente necessidade de um trabalho de conscientização fora da escola no que diz respeito ao Meio Ambiente, vimos muito respeitosamente, corpo docente e discente desta Unidade Escolar, encarecer apoio que pode ser na forma de materiais como camisetas e ou financeiro que pode ser enviado para: Ag. 1036-7 C/C. 6764-4 Bradesco e em caso de camisetas, entrar em contato com Heider Moraes da Turma da Barra pelo telefone 061-568.1700.
Profa. Rozélia Parrião – Coordenadora do Movimento – Maranhão
 
Ibama
Ao deixar a Presidência do Ibama, venho agradecer a sua colaboração nestes três anos em que trabalhamos juntos, se me permitem a figura, na divulgação da gestão ambiental brasileira. Suas críticas, denúncias, sugestões são e sempre foram fundamentais para a conscientização da sociedade brasileira para a causa ambiental e, porque não, muitas vezes para a correção de rumos. Como ambientalista, estarei sempre à disposição para colaborar com o seu trabalho.
Eduardo de Souza Martins
Brasília-DF
 
Crimes Ambientais
Li com bastante interesse todas as páginas da Folha do Meio. Um destaque me chamou a atenção logo no rosto da capa, sob o título "Sarney Filho vai lutar por um Ministério mais amplo". Comentando, V.Sa. diz da pendência de regulamentação da Lei contra os Crimes Ambientais. Permita-me não concordar, exceto se para tipos de poluição ainda desconhecidos e que possam ser tipificados como tal.
Nos tipos de poluição já identificadas, constatáveis e mensuráveis (a sonora é uma delas), existem apenas entendimentos divergentes na aplicação dessa lei para tipificar o fato como crime ou como contravenção. Em alguns Estados, as Autoridades Processantes acham que ainda deve prevalecer o entendimento de Contravenção Penal e não o de crime tipificado no Art. 54 da Lei 9.605/98, no caso de poluição sonora. Esse tipo de poluição (sonora), é a que acontece com maior freqüência. Em Fortaleza, o problema constitui a maior parte das reclamações de residentes nas proximidades de bares, restaurantes e congêneres, principalmente nos finais de semana. No fundo da questão existe ainda muita desinformação. Fica o espaço para esse importante veículo assumir a batuta e dar o seu recado. A diversidade de posturas das autoridades processantes nos Estados-membros carecem de uma informação definitiva, com embasamento jurídico claro e preciso para permitir uma postura uniforme sobre a aplicabilidade do artigo supra citado nos casos de poluição sonora.
Guido José Alves Dias 
Assessor Especial de Integração Operacional da Secretaria de Segurança Pública e Defesa da Cidadania
Fortaleza-CE
 
Iberoamérica
Estamos muy interesados en recibir su publicación Folha do Meio Ambiente que tiene para nosotros un especial interés, puesto que realizamos varios proyectos de conservación y cooperación para el desarrollo en Iberoamérica en el Pantanal y Amazonía bolivianos, en Venezuela y Paraguay. Un cordial saludo,
Dr. Javier Castroviejo – Presidente
 
Biblioteca
Sou Administrador Rural com o curso Técnico em Pecuária, adoro a Folha do Meio, sou assinante há algum tempo. Gostaria de contar com a ajuda da redação e dos leitores, para que me enviem telefones de contatos ou exemplares de jornais, revistas, boletins, informativos. Estou montando uma Biblioteca Comunitária Rural. Gostaria de receber também cópia de Teses de Bacharelado, Mestrado ou Doutorado. Contando com a colaboração de todos, desde já agradeço.
João Romaldo Bitencourt
Ipiranga-PR
 
Assinatura
Parabenizo-os pelo grande serviço prestado em prol da natureza. Estou fazendo a assinatura deste jornal, sabendo que me será de grande valia no trabalho que estou desenvolvendo para recuperação do meio ambiente em nosso município.
Cenira Lorençato
Guaraniaçu-PR
 
Ler é Saber
No início do mês de março, enviei à V.Sa. o convite para o lançamento da coleção de livros paradidáticos LER É SABER que aconteceu em 12/03/99 no Centro de Referência do Professor, órgão da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais.
Gostaria de receber aqui no CERP a  Folha do Meio para nosso conhecimento e divulgação. Ministramos, durante todo o ano, cursos, oficinas, palestras e eventos em geral, com a finalidade de proporcionar aos professores da rede pública, uma formação continuada. Desta maneira estamos consciente da importância destas publicações.
Do dia 07 a 11 de junho próximo teremos as comemorações da Semana do Meio Ambiente – CERP, 99 onde será discutido o tema Educação, Meio Ambiente e Cidadania. 
Professora Margarida Diniz Melo Camargo – Coordenadora do Laboratório de Ciência – Fone: (031) 219.4417
Belo Horizonte-MG
 NR: Veja "Literatura Ecológica" na página 32
 
SOS Nascente
A Prefeitura Municipal de Joinville, em conjunto com a concessionária de água e esgoto do município, está desenvolvendo o Programa de Gestão Ambiental  da região  dos Mananciais de Joinville – Programa SOS NASCENTE, que teve início em 1997 e está sendo desenvolvido através de 5 projetos específicos: Projeto de Recuperação da Cobertura Florestal; Projeto de Fiscalização; Projeto de Educação Ambiental; Projeto de Saneamento Rural; Projeto de Implantação da Área de Proteção Ambiental dos Mananciais – APA.
Recebemos a Folha do Meio Ambiente. Solicitamos informações sobre a possibilidade de divulgação do nosso programa no jornal e na home page da Folha do Meio.
Adriano Stimamiglio – Coordenador Técnico do Programa SOS Nascente.
Joinville-SC
 NR: aguardamos seu material
 
Papo de Pesca
Sr. Renato Schroder (Porto Alegre-RS)
Li com espanto a crítica que V.S. fez, na Folha do Meio Ambiente, de número 90, página 2 (Com a palavra, o leitor), com referência à coluna Papo de Pesca, de Onofre Miranda. Creio que o articulista nunca ouviu falar nem tão pouco leu o que vem escrevendo em suas colunas de pesca há mais de 30 anos o Onofre, que não corre risco nenhum de ser mal classificado pelos reais pescadores mineiros, bem como de todo o Brasil. Onofre foi Superintendente da SUDEPE em MG por muitos anos, tempo em que dirigiu com sabedoria e honradez a pesca, lançando por aqui a operação arrastão, que constitui modelo para outros lugares e pessoas, fazerem o repeixamento dos rios.
Ele assina há 30 anos a coluna de pesca (meia página) no jornal ESTADO DE MINAS, o maior jornal de MG. Falar sobre Onofre na pesca é chover no molhado. Penso que V.S. desconhece nossa edição de pescadores por aqui, não acreditando mesmo em má fé de V.S.. Não aceitamos mesmo, é o termo empregado por V.S., subornar as autoridades públicas, para cadastrar os pescadores de nossa terra, pois fomos direta e gratuitamente acusados no artigo de V.S.
Trabalhamos na Diretoria de Gestão de Pesca do Instituto Estadual de Florestas, órgão da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, onde já cadastramos 75.000 pescadores, dos 500.000 que temos em MG. Os recursos obtidos com a pesca não são retiradas do Estado, pois o dinheiro arrecadado pela pesca somente pode por Lei, ser aplicado na pesca, para a recuperação de nossos recursos pesqueiros bem como recuperação de matas ciliares etc. Estamos no momento executando 7 convênios com Universidades, comprando equipamentos para a nossa Polícia Florestal, para melhorar a fiscalização, e outros projetos mais. Não somos fanáticos ecológicos ou ecologistas de fim de semana que ficam nos "barzinhos" sorvendo seus chopps e reformando o meio ambiente. Meu intuito não é estabelecer polêmica, mas ajudá-lo a conhecer melhor o que se faz em MG, com a ajuda do Onofre.
Antônio Lúcio Renault Baêta – Coordenador de Ordenamento Pesqueiro do Instituto Estadual de Florestas
Belo Horizonte-MG
 
Itambé do Mato Dentro
O SAAE  vem esclarecer que a matéria intitulada "Itambé do Mato Dentro, descaso ambiental", veiculada no caderno ECOTURISMO da Folha do Meio Ambiente de março de 1999, não reflete a realidade dos fatos quando afirma que "a análise foi feita no SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Itabira, segundo o qual, toda área central de Itambé estaria igualmente contaminda" (pela esquistossomose).
O SAAE nunca realizou nenhuma análise de Schistosoma mansoni na prainha do Achó e nem em qualquer outro local do município de Itambé do Mato Dentro, por isso solicitamos que esta retificação seja veiculada na próxima edição deste conceituado jornal.
Milton Dias Santos – Diretor Presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto
Itabira-MG
 
Pioneirismo
Li a notícia da página 19, da Folha do Meio Ambiente de outubro de 1998, notícia, aliás equivocada, porque, na realidade, o Ministério Público de São Paulo se tornou pioneiro nas atividades ambientais em 1981, conforme xerox que lhes enviamos anexo. Outrossim, naquela ocasião, tivemos notícias de que nossa iniciativa estava sendo pioneira, dentro do Direito Ecológico em toda América, principalmente no Ministério Público Americano. 
Não poderia deixar em branco uma injustiça histórica deste quilate.
P.S.: Agradeço a publicação do "Decálogo do Poeta", pág. 2 do referido número, cujo artigo 30 demonstra, desde sua primeira publicação na "A Voz da Poesia" de 1979, minha preocupação com a ecologia.
Sebastião da Silva Barreto – Procurador de Justiça do Estado de São Paulo
São Paulo-SP
 
Pontualidade
Tenho acompanhado, com admiração e carinho, o competente trabalho que a equipe da Folha do Meio está desenvolvendo. Recebo com a regularidade de um relógio suíço. Tenho certeza de que a publicação tem sido um importante instrumento em defesa do meio ambiente. Parabéns.
Jomar Pereira da Silva
jomar@centroin.com.br
 
Outras Correspondências: 
Jornal de Itaipu (Curitiba/PR); Entre Amigos (Joinvelle/SC); Notas Ambientais Resp. Antônio Augusto da Costa Faria (São Paulo); Centro Norte Fluminense para Conservação da Natureza (Campos dos Goitacases/RJ); Revista Del Sur (Uruguai); Fernando Marrey Ferreira (São Paulo/SP); Mata Atlântica (Salvador/BA); Educador Ambiental (São Paulo/SP); Callostoma (São Paulo); IMAM (São Paulo/SP); Instituto Agrônomo do Norte-Embrapa (Bemém/PA); Jornal da ABI (Rio de janeiro/RJ); Hoje Em Dia (Brasília/DF); Jornal O Ouvidor (Igaratá/SP)