Coluna do Meio

19 de setembro de 2010

regina@folhadomeio.com.br

Picada de cobra
– O dado é importante, pois diz respeito ao estado mais populoso do Brasil.
– Em São Paulo, as mortes por picada de cobra caíram 75%.
– Imagina que em 2003, foram notificados 12 acidentes fatais envolvendo serpentes.
– Já em 2009 apenas três casos foram registrados nos municípios de Cubatão, Mairinque e Pirajuí.
– E em 2010, até setembro, não ocorreu nenhum óbito por picada de cobra em São Paulo.
– Os motivos são vários: mas o principal é informação, capacitação e preparo de profissionais para prestar os primeiros socorros.


Como se prevenir das cobras
– Algumas dicas para evitar acidentes envolvendo animais peçonhentos:
– Cuidado ao circular por áreas alagadas. Os animais costumam se locomover para abrigos secos;
– Na área rural, bater os colchões antes de usar e sacudir roupas, sapatos, toalhas e lençóis;
– Limpar o interior e os arredores da casa usando sempre luvas, botas e calças compridas;
– Nunca coloque as mãos em buracos ou frestas. Use ferramentas como enxadas, cabos de vassoura e pedaços compridos de madeira para mexer nos móveis
– Não ande descalço. Use botas ou calçados rígidos com perneira com proteção até o joelho e calças compridas;
– Não pegue animais peçonhentos, nem que pareçam estar mortos;
– Em caso de picada, solicite atendimento médico, lave o local da picada com água e sabão, e mantenha a pessoa picada em repouso;
– Evite que a vítima se locomova por seus próprios meios.


Cerrado e as torres gêmeas
– Dia 11 de setembro é dia de tristeza e de meditar sobre tolerância, por lembrar o ataque às Torre Gêmeas, em Nova York. 
– Mas é, também, um dia também de celebrar a vida.
– Em 11 de setembro se comemora o Dia Nacional do Cerrado.
– O bioma Cerrado – além da grande biodiversidade que tem – pela facilidade de mecanização da lavoura, é o mais ameaçado.
– A Embrapa anunciou que começa agora um novo estudo em rede, com 40 pesquisadores, para pesquisar e definir um mapa de ZEE – Zoneamento Ecológico Econômico para o Cerrado.
– Além de levantar mais dados, o projeto vai sistematizar os já estudados, para estabelecer modelos e indicadores de ações racionais de intervenção no bioma.


Pararaios e Ezequias Vozes do Cerrado
– Por falar em Cerrado, há dois personagens que não podem ser esquecidos nem pelas atuais e nem pelas futuras gerações: Ary Pararaios e Ezequias Heringer.
– Ary José de Oliveira, ou simplesmente, Ary  Pararaios foi um contundente defensor do Cerrado. 
– Ary nasceu em 11 de setembro e foi uma das figuras mais populares como artista plástico, diretor de teatro, jornalista e ambientalista.
– O pesquisador Ezechias Heringer, mineiro de Manhuaçu, viveu em Brasília, trabalhou no Ministério da Agricultura. Fez descobertas importantes da flora do cerrado e catalogou 22 mil plantas.
– Ary e Ezequias deveriam ser nome de parques no Distrito Federal.


____________________________________________


“Somos os maiores modificadores das florestas e da temperatura dos mares. O clima global deixou de ser apenas natural e tornou-se também um produto do engenho e arte dos humanos”.
Oscar Niemeyer, 102  anos


____________________________________________


Sem tempo a perder
– A ONU constata: mais da metade da população mundial está nas cidades e já é responsável pelo consumo de 70% de todos os recursos que o homem retira da natureza. 
– A ONU alerta: até 2050, com a estimativa de que a população do planeta supere 9,2 bilhões, quase 90% da população atual (6 bilhões de habitantes) estarão vivendo no espaço urbano.
– A ONU ensina: diante desse quadro, governos e comunidades precisam reconhecer o valor do ativo natural, ou seja, água, solo, flora, fauna e, enfim, toda biodiversidade.