Coluna do Meio

28 de fevereiro de 2008

regina@folhadomeio.com.br

 Ritmo de apagão
 Mário Luiz Menel, presidente da Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia Elétrica, continua dizendo que o setor de energia já opera em ritmo de apagão.
 E justifica: está muito alto o custo megawatt-hora. Racionamento se faz com o preço.
 A entidade, que reúne gigantes como Vale, CSN, Votorantim e Gerdau, rechaça a afirmação do presidente Lula de que “a questão energética vive de boatos”.
 Para Menel “se estamos pagando de cinco a seis vezes mais pela energia, isso já é racionamento. Para mim, pagar cerca de R$ 600 o megawatt-hora é a prova que estamos em ritmo de apagão”.
 Tem choque elétrico no circuito


 


Dever de casa 


 “Anacrônico mesmo é continuar culpando os céus pela inconstância da chuva, sem olhar para baixo e ver que não dá para querer hidrelétricas bem reguladas onde os rios têm cabeceiras devastadas,
os mananciais estão poluídos e as matas ciliares
são facultativas”.
Do jornalista Marcos Sá Corrêa em O ECO


 






  Andorinhas capixabas
 Imagina o que é pegar 39.545 andorinhas e anilhá-las uma a uma.
 Pois é, o Projeto de Monitoramento da Reprodução das Andorinhas-do-mar do ES, cumpriu esta meta.
 Criado em 1988, o projeto (que tem o apoio da Aracruz) estuda as populações de andorinhas-do-mar que migram para o litoral do Espírito Santo, para se reproduzir.
 Coordenado por Cesar Meyer Musso, diretor executivo da Associação Vila-velhense de Proteção Ambiental, os estudos têm o apoio de universitários capixabas da área ambiental.
 O anilhamento das aves é importante para o registro das aves e coleta de dados sobre as espécies que constroem ninhos na costa.
 É a velha história: para preservar bem tem que conhecer melhor.


 


 Frango orgânico


 A boa nova vai chegar em abril, promete Korin Agropecuária e Agricultura Natural.
 Segundo a Korin, os consumidores poderão provar daqui a um mês o primeiro frango 100% orgânico.
 O frango tem uma dieta especial à base de milho orgânico e tratado com produtos da homeopatia.
 O frango orgânico será comercializado em supermercados a um preço de R$ 15 o quilo.
 O frango comum custa, em média, de R$ 3 o quilo.


 


Atenção consumidor


 Os produtos orgânicos devem ganhar um grande impulso este ano.
 É que está sendo regulamentada a Lei dos Orgânicos.
 Além de um decreto presidencial, em 27/12/2007, ainda antes de julho deverão ser publicadas as instruções normativas com todas as regras para o setor.
 A grande novidade é a criação de um selo único e oficial para todo o País. O selo vai atestar que o produto é de fato orgânico.
 Bom para o mercado e para a saúde do consumidor.


 


 Atenção BB
 Numa ampla entrevista na Globo News, Beto Veríssimo, pesquisador do Imazon, foi categórico.
 O Banco do Brasil ainda está fora da agenda da economia da floresta. O BASA já começa a se preocupar com os investimentos sustentáveis.
 Taí um recado forte para o BB se adequar à agenda sustentável.
 Marketing por marketing, o Bradesco saiu na frente, com o slogan Banco do Planeta.
 O presidente Lula, em reunião com a ministra Marina, mandou enquadrar o BB, BNDES e a Caixa Econômica Federal.


 


A mata morre e o homem mata


 Os municípios mais violentos da Amazônia são justamente aqueles que tem as maiores taxas de desmatamento.
 Esta é uma herança perversa da morte da floresta.