Corpo & Saúde < jussara@folhadomeio.com.br >

Vitaminas

22 de novembro de 2007

O que são e para que servem

O que são esses micronutrientes?
As vitaminas são substâncias ou compostos orgânicos, com estrutura química variada, que o organismo não é capaz de sintetizar, ou que sintetiza em quantidade insuficiente, como por exemplo, as vitaminas lipossolúveis. Elas estão presentes naturalmente em pequenas e diferentes quantidades nos alimentos, e são essenciais para a manutenção do metabolismo normal, desempenhando funções fisiológicas específicas. De acordo com sua solubilidade, as vitaminas são classificadas em dois grupos: quando solúveis em gorduras, são chamadas de vitaminas lipossolúveis e sua absorção é feita junto com a absorção da gordura, podendo acumular-se no organismo e, até mesmo, alcançar níveis tóxicos.
Elas são as vitaminas A, D, E e K. O outro grupo são as vitaminas solúveis em água, as chamadas vitaminas hidrossolúveis. São as vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B5, B6, Biotina, Ácido Pantotênico, Ácido Fólico e B12) e a vitamina C. Essas não são acumuladas no organismo, e seu excesso é eliminado pela urina.
Por isso, para a reposição dessas vitaminas, é  necessária sua ingestão, através dos alimentos, quase diária. Confira, na tabela ao lado, algumas das funções de cada vitamina e suas principais fontes alimentares.


ESPAÇO DO LEITOR


A ingestão elevada de chá verde faz mal à saúde?
Rosa Maria – Fortaleza – CE
Rosa, em Goiás tem um ditado que diz assim: tudo que é muito é demais. Então, melhor é não exagerar. A maioria dos efeitos colaterais do chá verde é resultado da presença da cafeína. Se uma pessoa bebe uma grande quantidade de chá verde, pode sentir os efeitos da cafeína, como a falta de sono, irritabilidade, palpitação e tontura. Pessoas que fazem uso de medicação anticoagulante devem tomar cuidado, pelo seu alto conteúdo de vitamina K. Também medicamentos alcalinos, como os antiácidos, podem ter a sua absorção retardada, pela presença de taninos no chá verde.


Correção
Dra. Jussara: parabéns pela sua coluna. Ela tem sido de grande valia para mim. Na edição de setembro a senhora nos esclarece sobre a importância das proteínas para a nossa saúde e o nosso corpo. Achei ótimos os ensinamentos e vou colocá-los em prática na minha casa. Entretanto, não compreendi muito bem a tabela, eis que o cabeçalho é do ”Teor de carboidrato nos alimentos”, mas a tabela se refere a Proteínas. Pelo que entendi, em 100g de carne bovina cozida (lagarto) existe 33g de proteína e 67g de carboidrato e assim é com os outros alimentos da tabela. É isso mesmo?

Salim M. Barbosa
Salim, é isto mesmo. Você tem toda razão. Na coluna da edição 181, de setembro, página 22, teve esse erro de diagramação. Gostaria de pedir desculpas aos leitores porque, por motivo de viagem, não escrevi a coluna na edição 182. Portanto só agora estou corrigindo. O título correto é “Teor de proteínas nos alimentos”. Ainda bem que o erro foi só no título, porque a tabela está correta.


jussara@folhadomeio.com.br .


 





























































Vitamina


Função


Fontes Principais


A


Crescimento e desenvolvimento ósseo, diferenciação celular, regulação genética, estabilidade das membranas, integridade do sistema de defesa do organismo e manutenção da visão normal.


Fígado, leite, ovos, óleo de peixe, vegetais folhosos verde-escuros, legumes e frutas amarelados e/ou verde-escuros.


D


Envolvida na mineralização óssea e controle do metabolismo do cálcio e do fósforo.


Fígado, leite, queijo, óleo de peixe, sardinha, atum, salmão


E


Antioxidante biológico, que protege as células contra os danos causados pelos radicais livres.


Óleos vegetais, margarinas, manteiga, gema de ovo, amêndoa seca, avelã seca, amendoim torrado seco, castanha-do-pará seca, pistache seca, batata-doce.


K


Síntese dos fatores de coagulação do sangue. Normaliza a produção de protombina, enzima responsável pela coagulação sanguínea.


Fígado, gema de ovo, óleos vegetais, leite, vegetais folhosos verde-escuros.


C


Proteção antioxidante. Essencial para síntese de colágeno. Capaz de aumentar a absorção e utilização do ferro.


Frutas cítricas (acerola, goiaba, laranja, limão, maracujá, abacaxi, cajú, manga, tomate) e vegetais folhosos crus.


B1


(Tiamina)


Atua como coenzima, essencial ao funcionamento do sistema nervoso.


 


Encontrada em grande variedade de fontes animais e vegetais, como as carnes vermelhas, vísceras, legumes, levedo de cerveja, cereais integrais, leite de vaca e gema de ovo.


B2 (Riboflavina)


Entre outras múltiplas funções, é essencial para a formação  das células vermelhas do sangue e na regulação das enzimas tireoidianas


Carnes vermelhas e brancas, fígado, leite de vaca, queijo, ovos.


B3


(Niacina)


Componente das coenzimas NAD e NADP. No mínimo 200 enzimas que atuam no organismo são dependentes dessas coenzimas.


 


Carnes vermelhas e brancas, fígado, ovos, germe de trigo, amendoim.


B5


(Ácido Pantotênico)


Participação essencial no metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas.


Carnes vermelhas, fígado, farinha de soja desengordurada, vísceras, abacate, brócolis, couve-flor, batata, tomate, germe de trigo.


B6


(Piridoxina)


Atua como coenzima, essencial no metabolismo dos aminoácidos, mas também atua no metabolismo das proteínas, gorduras e carboidratos e na formação da molécula de hemoglobina, do colágeno e da elastina.


Carnes vermelhas, fígado, leite de vaca, germe de trigo, nozes, banana.


B7


(Biotina)


Atua como coenzima, transportadora de CO2. Componente essencial de enzimas.


Encontrada na maioria dos vegetais. Fígado, cogumelos, amendoim, levedura, leite, carne, gema de ovo, , banana, tomate, melancia e morangos. Sintetizada no trato intestinal.


 


B9


(Ácido Fólico)


Essencial para a formação de células sanguíneas, vermelhas e brancas na medula óssea e sua maturação. Ação contra anemia perniciosa. Necessário ao crescimento de crianças e desenvolvimento fetal (desenvolvimento do tubo neural).


 


Vegetais folhosos verdes, vísceras (fígado), carne bovina magra, trigo, ovos, peixe, feijões secos, aspargos, brócolis, couve.


 


B12


Atua na formação das hemácias e multiplicação celular. Previne anemia perniciosa. É indispensável para a proliferação dos glóbulos do sangue e para a manutenção da integridade das células nervosas.


 


Fígado, carnes, peixes, ovos. Não é encontrada em tecidos vegetais.


 


Fonte: Nutrição Oral, Enteral e Parenteral na Prática Clínica, 3ª ed.; Ciências Nutricionais, 1ª ed. 2ª reimpressão; Krause; 11ª ed.