FILATELIA E ECOLOGIA

DEPARTAMENTO DE FILATELIA – ECT

5 de março de 2004

  Má distribuição de renda é maior causa da fome O maior problema do mundo hoje é a fome. O suprimento de alimentos afeta principalmente os pobres, que não têm onde conseguir recursos para comprar comida. Isto significa que embora possa haver alimentos disponíveis, nem sempre estão acessíveis a todos. No Brasil, por exemplo, a… Ver artigo

 


Má distribuição de renda é maior causa da fome


O maior problema do mundo hoje é a fome. O suprimento de alimentos afeta principalmente os pobres, que não têm onde conseguir recursos para comprar comida. Isto significa que embora possa haver alimentos disponíveis, nem sempre estão acessíveis a todos. No Brasil, por exemplo, a produção é suficiente para a população, no entanto, a péssima distribuição de renda faz com que alguns consumam bem mais do que o necessário e outros não consumam quase nada, fazendo com que milhões de pessoas passem fome.


Os argumentos de que a superpopulação e as catástrofes naturais são os principais causadores da fome no mundo inteiro contradiz as verdadeiras causas apresentadas. Evidente que há várias contradições nessa busca de produzir riqueza: de um lado o subaproveitamento do espaço rural pela atividade agropastoril e, de outro, milhões de seres humanos passam fome e não têm terras para cultivar; o grande consumo de cereais na alimentação animal nos países desenvolvidos, em contraposição à falta de alimentos nos países subdesenvolvidos. A mudança na relação entre cultura e alimentação, com certeza pode alterar a vida social, mas também vai contrariar os interesses das classes dominantes.


Principalmente nos países subdesenvolvidos o problema da fome cresce a cada dia. A extrema pobreza, junto a crescente concentração da produção agrícola, leva as pessoas a procurarem saídas no êxodo para os centros urbanos. Muitas pessoas deixam terras de sua propriedade ou locais onde plantavam, se deslocando para as cidades que acabam inchando e não oferecem opções de trabalho digno. Aí quase toda a família cai no sub-emprego, com grande sacrifício paras as crianças e adolescentes. Nessas condições, inicia um círculo vicioso de subsistência, pobreza e fome. São problemas que em maior ou menor quantidade afetam pessoas no mundo inteiro. Há que haver soluções na busca constante por uma melhoria da qualidade de vida. 


Da mesma forma que a poluição acaba quando se deixa de poluir, a fome também só terá fim quando o homem produzir mais alimentos e diminuir a terrível diferença social, distribuindo melhor a riqueza do mundo.


Mais informações:
defil@correios.com.br
Tel: (61) 317-805/1800 – Fax: (61) 224-7460