ESTUDO

Macacos de zoológico preferem ruído do tráfego ao da natureza

7 de novembro de 2020

Pesquisadora acredita que alguns dos sons das ruas são similares a certos ruídos naturais de comunicação entre os primatas

Por AFP

 

macaco comendo abóbora

Estudo mostra que primatas demonstraram uma preferência “significativa” pelos sons do tráfego

Foto: Kenzo TRIBOUILLARD / AFP/ Arquivo

 

 

Macacos de um zoológico finlandês demonstraram uma preferência “significativa” pelos sons do tráfego em vez dos ruídos da selva, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira(6).

Como parte de um experimento para ver como a tecnologia poderia melhorar o bem-estar dos animais em cativeiro, os pesquisadores instalaram um túnel equipado com sensores no recinto dos macacos no zoológico Korkeasaari de Helsinki, dando aos primatas a oportunidade de escolher escutar os sons da chuva, do tráfego, sons calmos ou músicas.

“Pensamos que desfrutariam dos sons mais calmos, como uma música zen, mas a realidade foi que ativaram os sons do tráfego”, comentou lIlyena Hirskyj Douglas, pesquisadora da Universidade Aalto da Finlândia à AFP.

A trilha sonora dos veículos em movimento resultou na opção mais popular entre os animais que, às vezes, dormiam ou se despojavam a si mesmo ou uns com os outros, dentro do túnel sob esse som – algo que não fizeram escutando nenhum outro ruído -, afirmou Hirskyj Douglas.

A coordenadora da pesquisa do zoológico, Kirsi Pynnonen, afirmou que acredita que alguns dos sons das ruas são similares a certos ruídos naturais de comunicação entre os macacos.

“Na natureza, esses macacos usam assobios agudos e barulhos para se manterem conectados”, disse ainda, que os ruídos dos animais podem ser escutados dentro dos ruídos do tráfego.

Segundos os cientistas, esta foi a primeira tentativa de dar as criaturas o controle total sobre o que querem escutar.