Semana do Meio Ambiente

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

5 de junho de 2015

O lema para o Dia Mundial do Meio Ambiente 2015 é: compartilhe sonhos e ações por um futuro melhor

 

O Dia Mundial do Meio Ambiente começou a ser comemorado em 1972, com o objetivo de promover atividades de proteção e preservação do meio ambiente e alertar o público mundial e governos de cada país para os perigos de negligenciarmos a tarefa de cuidar do meio ambiente. Foi em Estocolmo, no dia 5 de junho de 1972, que teve início a primeira das Conferências das Nações Unidas sobre o ambiente humano (durou até dia 16) e por esse motivo foi a data escolhida como Dia Mundial do Meio Ambiente.

 

 

O tema

Todos os anos, as Nações Unidas dão um tema diferente ao Dia Mundial do Meio Ambiente. Os temas para o Dia Mundial do Meio Ambiente são uma maneira de dar ideias para atividades de conscientização das populações e de proteção do meio ambiente.

 

Atividades para o Dia do Meio Ambiente

  • Pinte um mural sobre a natureza;
  • Ajude a limpar uma praia;
  • Faça coisas com material reciclado.
  • Plante uma árvore ou um mini jardim em sua casa
  • Utilize materiais reciclados
  • Comece a separar o lixo para ser reciclado
  • Ajude a limpar um parque público

 

 

OITO OBJETIVOS PARA O MILÊNIO

Os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, marca á qual se vinculou o PNUMA nos últimos anos, deverão ser revigorados com a chamada agenda pós-2015. A agenda foi louvada na Assembléia, como algo concreto, ainda que seus autores insistam num discurso que retoma objetivos românticos como “alcançar um mundo de prosperidade, igualdade, liberdade, dignidade e paz”.

Os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), foram traçados em setembro de 2000, quando 189 nações firmaram um compromisso para combater a extrema pobreza  e melhorar objetivamente a qualidade de vida dos habitantes da terra. O prazo para o atingimento dos objetivos deveria terminar em 2015.

Em setembro de 2010, o compromisso foi renovado, visando acelerar o progresso em direção ao cumprimento desses objetivos, que são:

1. Redução da Pobreza
2. Atingir o ensino básico universal
3. Igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres
4. Reduzir a mortalidade na infância
5. Melhorar a saúde materna
6. Combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças
7. Garantir a sustentabilidade ambiental
8. Estabelecer uma Parceria Mundial para o Desenvolvimento

 

ONU EM BRASÍLIA

“Sete bilhões de sonhos. Um Planeta. Consuma com moderação”.

 

 

Durante toda primeira semana de Junho,  a ONU Verde, em parceria com o Pnuma, faz uma programação especial em Brasília.  Além de uma feira orgânica e debates sobre consumo consciente, consta da mostra de filmes e passeio ciclístico. A mostra no Cine Brasília intitulada “Dia Mundial do Meio Ambiente 2015” vai exibir dez filmes, entre curtas e longas-metragens, sobre consumo sustentável. Ao final de cada sessão, convidados do PNUMA debaterão as ideias expostas nos filmes.

 

No encerramento da  programação,  dia 7 de junho, acontece um Passeio Ciclístico da ONU Verde, no Eixão Sul. Ao final do evento, os inscritos poderão visitar a tenda do PNUMA para participar de debates e exposições sobre o tema. Durante toda a semana, haverá uma campanha on-line para promover o consumo sustentável aos brasileiros, com a divulgação da hashtag #EuSonhoVerde e publicações para estimular práticas mais conscientes no dia a dia da população.

 


O que eles falaram sobre meio ambiente

 

"Para despoluir um rio, basta parar de polui-lo".

Sabedoria popular

 

 

“Sabe a melhor coisa para acabar com a poluição? Respeito e educação!”  

Sabedoria do Facebook

  

“A natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as suas folhas”.  

Goethe

  

 “Toda a natureza é uma harmonia divina, sinfonia maravilhosa que convida todas as criaturas a que acompanhem sua evolução e progresso”.   

Tsau Chug Chung

  

“A natureza dá a cada época e estação algumas belezas peculiares; e da manhã até a noite, como do berço ao túmulo, nada mais é que um sucessão de mudanças tão gentis e suaves que quase não conseguimos perceber os seus progressos”. 

Charles Dickens

 

" Toda a arte é imitação da natureza”.  

Sêneca

 

 “A natureza reservou para si tanta liberdade que não a podemos nunca penetrar completamente com o nosso saber e a nossa ciência”. 

Johann Goethe

 

 “Nós precisamos entender melhor a natureza humana, porque o único perigo real que realmente existe é o próprio homem”.

Carl Jung

 

 “O mestre disse: Por natureza, os homens são próximos; a educação é que os afasta”.  

Confúcio

 

 “É mais fácil mudar a natureza do plutônio do que mudar a natureza maldosa do homem”.  

Albert Einstein

 

 “Não devemos ter medo de inventar seja o que for. Tudo o que existe em nós existe também na natureza, pois fazemos parte dela”. 

Pablo Picasso

 

 “A sabedoria da natureza é tal que não produz nada de supérfluo ou inútil”.  

Nicolau Copérnico

 

 “Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido”.  

Fernando Pessoa

 

 “Nunca a natureza é tão aviltada como quando a ignorância supersticiosa tem a arma do poder”. 

Voltaire

  

“A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana”.

Charles Darwin

 

 

“Tudo acontece conforme a natureza”.  

Hipócrates

 

 “A natureza não faz nada em vão”.

Aristóteles

  

“Nunca a natureza diz uma coisa, e a sabedoria, outra”.   

Juvenal

  

“É triste pensar que a natureza fala e que o gênero humano não a ouve”.  

Victor Hugo

  

“Nunca subestime a natureza pois ela sempre faz justiça castigando quem merece”.  

Rahvok

  

“Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome”.  

Mahatma Gandhi

 

 

Semana do Meio Ambiente

25 de junho de 2014

As Nações Unidas plantaram uma comemoração, em 1972, que foi vitoriosa: celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente. Já viou tradição e funciona muito bem. Todos os anos, o Pnuma escolhe um país onde se possam concentrar as celebrações ambientais. Assim, a cada ano uma cidade diferente é escolhida como foco principal da celebração do… Ver artigo

As Nações Unidas plantaram uma comemoração, em 1972, que foi vitoriosa: celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente. Já viou tradição e funciona muito bem. Todos os anos, o Pnuma escolhe um país onde se possam concentrar as celebrações ambientais. Assim, a cada ano uma cidade diferente é escolhida como foco principal da celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente. O governo, em cooperação com o Pnuma, determina o tom do evento. Um tema, uma logomarca e um slogan são selecionados para ser o foco de todo o material promocional e informativo das celebrações, no sentido de mobilizar, conscientizar e inspirar jornalistas, professores, autoridades e empresas. Segundo Achim Steiner, Diretor Executivo do Pnuma, a intenção é justamente essa: fazer um evento de forte apelo emocional e cultural.

A proteção do mar, Cultura e Turismo são os focos do Dia Mundial do Meio Ambiente 2014

Junho: mês do meio ambiente

 

 

A comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente (o Pnuma usa a sigla WED – World Environment Day) foi uma decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) em 1972, quando da primeira Conferência sobre Desenvolvimento e Meio Ambiente, realizada em Estocolmo. Daí, então, ficou fixado o dia 5 de junho para a celebração. A rigor, as comemorações e atividades estendem-se por todo o mês de junho particularmente na primeira semana referida como “Semana do Meio Ambiente”. O objetivo principal é estimular, em escala mundial, a conscientização sobre o meio ambiente e aumentar a atenção de ações políticas. O grande interesse é o de apresentar o caráter humano das questões ambientais, além de tornar as pessoas capazes de serem agentes ativos do desenvolvimento sustentável e justo.  

Todas as atividades visam promover o entendimento de que as comunidades são a base da mudança de atitudes em relação às questões ambientais e vale a pena estimular parcerias que assegurem que todas as nações e populações desfrutem de um futuro mais seguro e próspero.  E as comemorações devem transcorrer por todo o ano, pois é importante que escolas, comunidades, empresas e prefeituras continuem a promover atividades variadas como caminhadas, passeios ciclísticos, concertos, competições de redação e desenho nas escolas, plantio de árvores e campanhas de reciclagem e limpeza de rios.
 
Barbados no centro das comemorações
Desde o dia 5 de junho, centenas de países celebram neste o Dia Mundial do Meio Ambiente. Neste ano o foco é a preservação os oceanos para evitar o aumento do nível do mar. A mensagem do secretário-geral da ONU sobre a data focou nos Estados-ilha em desenvolvimento. Segundo Ban Ki-moon, mais de 63 milhões de pessoas moram nessas pequenas nações. Alguns Estados-ilha em desenvolvimento são Barbados, Cabo Verde , Jamaica e São Tomé e Príncipe. Ban lembra que essas ilhas oferecem “muita beleza natural, cultura vibrante e música apreciada em todo o mundo”. O chefe da ONU destacou o papel dessas nações em proteger os oceanos e a biodiversidade, mas diz que enfrentam desafios ligados à localização remota e à competitividade do turismo.
O reconhecimento veio graças a medidas de combate ao aquecimento global. Com o tema “Aumente sua voz, não o nível do mar”, a celebração  este ano chama a atenção para os desafios enfrentados pelos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento com relação às mudanças climáticas. Durante todo o mês de junho vão ser discutidas tecnologias de adaptação, negócios, manejo de recursos sustentáveis, áreas protegidas, cultura local, e também falarão de desafios e oportunidades para os estados insulares em desenvolvimento do mundo todo. Com 270 mil habitantes, Barbados é uma ilha caribenha de 430 km² altamente suscetível aos efeitos da mudança do clima.
No Brasil, foram muitas as comemorações. Na cidade de Aracajú e na Praia do Forte, na Bahia, por exemplo, o Projeto Tamar soltou  no oceano filhotes de tartaruga. As unidades de conservação e os projetos de pesquisa ambiental no litoral receberam milhares de estudantes.
 
Cultura e Turismo
A mensagem do secretário-geral da ONU sobre a data focou ‘nos Estados-ilha em desenvolvimento. Segundo Ban Ki-moon, mais de 63 milhões de pessoas moram nessas pequenas nações. Alguns Estados-ilha em desenvolvimento são Barbados, Cabo Verde , Jamaica e São Tomé e Príncipe. Ban Ki-moon lembra que essas ilhas oferecem “muita beleza natural, cultura vibrante e música apreciada em todo o mundo”. O chefe da ONU destacou o papel dessas nações em proteger os oceanos e a biodiversidade, mas diz que enfrentam desafios ligados à localização remota e à competitividade do turismo.