Prêmio Ambiental

Prêmio von Martius edição 2002

11 de fevereiro de 2004

Câmara Brasil-Alemanha vai premiar melhores projetos de preservação do meio ambiente









A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, pelo seu departamento do Meio Ambiente, com o patrocínio de várias empresas alemãs, abriu as inscrições para a edição 2002 do Prêmio von Martius. Segundo Ricardo Rose, diretor de Meio Ambiente da Câmara Brasil-Alemanha, o objetivo da premiação é reconhecer o mérito de iniciativas de empresas, de organismos públicos, de indivíduos e da sociedade civil que administram e promovem o desenvolvimento econômico, social e cultural com respeito ao meio ambiente.


O Prêmio von Martius, desde sua primeira edição em 2000, foi instituído para transmitir uma mensagem sobre responsabilidade ecológica para o mundo, através da valorização de três importantes plataformas de ação: Humanidade, Tecnologia e Natureza. Para Ricardo Rose, o Prêmio von Martius também reitera a contribuição da cultura alemã à formação e desenvolvimento do Brasil e aproveita para homenagear o botânico Karl Friedrich von Martius, que depois de uma visita ao Brasil de 1817 a 1820, percorrendo vários ecossistemas – do Rio de Janeiro a Belém – e publicou a grande obra sobre a flora brasileira: Flora Brasiliensis, em 42 volumes.


Inscrições: a ficha de inscrição foi encartada na edição de junho da Folha do Meio Ambiente. De acordo com o regulamento do prêmio, o projeto a ser avaliado pela comissão julgadora deve ser enviado para “Prêmio Ambiental von Martius? Câmara de Comércio e Indústria Brasil Alemanha – Rua Verbo Divino, 1488, 3o andar – Departamento do Meio Ambiente – Cep: 04719-904 – São Paulo – SP”.


Cronograma: As inscrições podem ser feitas entre 15 de julho e 15 de outubro de 2002.
Os trabalhos premiados serão conhecidos em dezembro e a entrega dos troféus será feita na Câmara Alemã, ainda em dezembro, em São Paulo.


Mais informações: www.ahkbrasil.com
e-mail: premiovonmartius@uol.com.br
Fone: (11) 4702-9006 Fax: (11) 4702-9007


Quem foi von Martius


Carl Friedrich Philipp von Martius, conhecido como o homem dos sete instrumentos, nasceu na Bavária e veio para o Brasil junto com zoólogo Johans Baptist von Spix, na comitiva que trouxe a princesa Leopoldina, para casar-se com o futuro imperador D. Pedro I. Esses dois jovens foram encarregados pelo rei da Bavária, Maximiliano José, um grande admirador das ciências naturais, a fazer um levantamento o mais completo possível da natureza tropical.


De 1817 a 1820, Martius e Spix se embrenharam pelo interior do Brasil e percorreram juntos as regiões do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Pernambuco, Piauí, Pará e Amazonas. Na verdade, Martius e Spix visitaram quase todos os ecossistemas brasileiros: Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga e Floresta Amazônica. Faltou conhecer apenas os Campos do Sul e Pantanal.


De volta à Bavária, Von Martius trabalhou 28 anos na maior das obras até hoje publicada sobre a flora de um país: o livro Flora Brasiliensis, composta por 42 volumes. Martius morreu aos 74 anos, sem terminar a obra, que foi concluída por uma equipe de 65 cientistas, coordenada por August Wilhelm Gichler e Ignaz Urban, em 1906. Flora Brasiliensis tem 20.773 páginas e contém 6.246 desenhos de plantas, além da descrição de outras 22.767 de espécies brasileiras.


O Prêmio Ambiental von Martius, lançado no ano 2000 ano pela Câmara Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, é de suma importância, no sentido de resgatar a magnitude do trabalho e o valor de uma obra que o Brasil teima em desconhecer.